ESAEducationHomeMeteorologia e ClimaMudança GlobalDesastres Naturais
   
Sobre o Eduspace
O que é o Eduspace?Que ferramentas oferece?
Escolha o seu idioma
Princípios de Detecção Remota
O que é a detecção remota?Detecção remota em profundidadeHistória da observação da TerraCartografia e dados de satéliteÓrbitas dos satélitesSatélites de Observação da Terra
Recursos
Multimédia
Earth images galleryGaleria de ImagensGaleria de Vídeo
Serviços
Contact usPesquisa em Eduspace
 
 
 
 
 
printer friendly page
Interferência atmosférica
 
Atmospheric window
Janela atmosférica
 
A radiação do sol e a reflexão da superfície da Terra atravessam a atmosfera antes de chegarem ao sensor do satélite. O conteúdo atmosférico dos gases de estufa absorve parte da radiação terrestre. O ozono funciona como uma barreira quase total contra a radiação ultravioleta e absorve quase toda a radiação na gama de 9.5 - 10 micrómetros. Os vapores de água e o dióxido de carbono são gases de estufa muito eficazes que absorvem a radiação em diferentes comprimentos de onda.

Os comprimentos de onda onde a maioria das radiações pode passar são denominados 'janelas atmosféricas'. Felizmente, deixam também passar uma grande parte da luz visível (caso contrário, a luz do dia nunca atingiria a superfície). A atmosfera é também quase 100% translúcida em certas gamas do espectro de infravermelhos próximos, o que possibilita a observação de satélite com um mínimo de distorção atmosférica. A gama de infravermelhos térmicos de 10 - 12 micrómetros é utilizada para medir temperaturas de superfície do solo, da água e das nuvens.

Embora a detecção remota tenha lugar nas janelas atmosféricas, possui ainda alguma interferência provocada pela difusão e absorção na atmosfera.

Assim, a detecção remota pode, muitas vezes, apresentar ligeiras distorções e deve ser ajustada através de um posterior processamento de imagem digital.  
 

 


Detecção remota em profundidade
IntroduçãoTecnologia de radarCanais do LandsatAssinaturas espectraisCartografia da vegetaçãoClassificação de áreas
 
 
 
   Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.