ESA e Portugal assinam acordo
Agency

Conhecimento especializado da ESA para apoiar o programa de lançamento de Portugal

28/06/2019 201 views 6 likes
ESA / Space in Member States / Portugal

Portugal está a desenvolver a infraestrutura para um porto espacial nacional numa das ilhas do arquipélago dos Açores, Santa Maria, um local europeu de lançamento e aterragem de pequenos satélites.

Como um Estado-Membro da ESA, Portugal solicitou a especialização e assistência técnica adaptadas da ESA num acordo assinado a 21 de junho pelo Director-Geral da ESA Jan Wörner e Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Dentro do seu objetivo, a ESA presta assistência aos seus Estados-Membros para atividades nacionais. Portugal beneficiará da experiência técnica e programática líder da ESA na gestão do desenvolvimento de bases de lançamento e infraestruturas terrestres, serviços relacionados e testes, bem como na aplicação de quadros legais específicos para os portos espaciais nacionais. A Portugal Space manterá a responsabilidade técnica e financeira global pela solicitação e utilização dos conhecimentos especializados da ESA.

Há uma demanda crescente por lançamentos de pequenos satélites em microlançadores. À medida que os Estados-Membros respondem a estas necessidades do mercado, a ESA tenciona prestar apoio aos Estados-Membros que o solicitem, no domínio dos portos espaciais e das infraestruturas de ensaio sob a sua jurisdição, bem como dos serviços anexos. Esta assistência da ESA aos Estados-Membros é definida como parte do programa de serviços e apoio aos transportes comerciais espaciais proposto para decisão no Space19+, em novembro.

Em 2022, a ESA poderia utilizar o local de aterragem dos Açores para o seu corpo de elevação Space Rider, que servirá como plataforma de laboratório no espaço por durante longos períodos e retornará à Terra com a sua carga. A base de aterragem dos Açores seria adequada, uma vez que permite que o Space Rider retorne na mesma latitude que a sua órbita operacional, exigindo menos manobras de saída de órbita.

Related Links