Agency

Espessura da camada de gelo do Árctico atinge valores recorde

29/10/2008 274 views 0 likes
ESA / Space in Member States / Portugal

Dados obtidos pelo satélite da ESA, Envisat, permitiram concluir que a espessura da camada de gelo do Árctico diminuiu 19% no último Inverno, em relação aos cinco invernos anteriores.

Com os dados do altímetro do Envisat, cientistas do Centro de Observação Polar e Modelação do University College London (UCL) mediram a espessura dos gelos no oceano Árctico, entre 2002 e 2008, e descobriram que este valor tem sido praticamente constante, até às perdas recorde do Verão de 2007.

Alguns cientistas apontam como razão para a diminuição dos gelos as temperaturas invulgarmente amenas verificadas no Árctico em 2007. No entanto, este Verão, registaram-se os segundos valores mais baixos, apesar das temperaturas mais frescas.

Dr. Katharine Giles, da UCL, que conduziu o estudo, disse: «A pequena extensão dos gelos, neste Verão, não parece ter sido causada pelo tempo mais ameno, logo a questão é: será que a diminuição da espessura do último Inverno esteve por trás disso?»

Extensão dos gelos do Árctico em Setembro de 2007 e Setembro de 2008
Extensão dos gelos do Árctico em Setembro de 2007 e Setembro de 2008

A investigação, publicada na Geophysical Research Letters, mostra que no último Inverno a espessura média da camada de gelo em todo o Árctico diminuiu 26 cm (10%), relativamente à média dos cinco invernos anteriores, mas no Oeste do Árctico a perda foi de 49 cm.

De acordo com Katharine Giles, a extensão dos gelos depende de uma série de factores, que incluem as temperaturas amenas, os ventos e correntes, tornando-se importante saber como é que a espessura está a mudar, tal como a extensão do gelo.

«Como a massa de gelo do Árctico está em constante movimento, pelos métodos convencionais só é possível obter medidas intermitentes e parciais da sua espessura, pelo que é difícil avaliar se as alterações são locais ou atravessam todo o Árctico», disse Giles.

«Os satélites fornecem o único meio de determinar tendências. Os dados do altímetro do Envisat acrescentaram a terceira dimensão crítica às imagens de satélite que já tinham revelado uma diminuição dramática na área dos gelos do Árctico.»

Variação da espessura do gelo
Variação da espessura do gelo

A equipa, que inclui o Dr. Seymour Laxon e Andy Ridout, foi a primeira a medir a espessura dos gelos do Árctico, durante o Inverno - de Outubro a Março-, numa extensão de mais de metade do oceano.

«Vamos continuar a usar o Envisat para monitorizar a evolução da espessura da camada de gelo ao longo deste Inverno par averiguar se esta tendência de diminuição se mantém», disse Laxon. «No próximo ano teremos uma melhor ferramenta ainda para medir a espessura do gelo na missão da ESA CryoSat-2, que fornecerá dados de alta resolução, com uma cobertura quase total do pólo.»

Related Links