ESA title
EuTEMP
Agency

Hardware espacial desenvolvido em Portugal para a ESA

15/12/2004 361 views 0 likes
ESA / Space in Member States / Portugal

O EuTEMP, desenvolvido pela EFACEC, será o primeiro hardware espacial completamente desenvolvido em Portugal para a ESA (Agência Espacial Europeia).

Os testes de qualificação para os requisitos da ESA, tiveram lugar em Novembro no ESTEC (European Space Research and Technology Centre) na Holanda. O EuTEMP será montado na parte externa do módulo europeu da Estação Espacial Internacional (ISS), Columbus, para monitorizar autonomamente a temperatura na Plataforma de Experiências Externa da ESA (EuTEF), dedicada à demonstração em órbita de tecnologias espaciais.

A EFACEC demonstrou a sua capacidade em construir um equipamento completo em Portugal, segundo os standards espaciais.

Teste na câmara de vácuo
Teste na câmara de vácuo

Portugal aderiu à ESA em 2000 como Estado membro. Foi criada uma Task-Force ESA/Portugal, com a missão de apoiar a integração de Portugal nas actividades da ESA no periodo de transição que se conclui em 2007. Uma das suas missões é a de promover a industria portuguesa no mercado espacial.

A plataforma EuTEF foi desenvolvida no âmbito dos programas de I&D de Tecnologias da ESA. O projecto da EuTEMP foi totalmente financiado pela Task Force ESA-Portugal.

A EFACEC, grupo internacional reconhecido pelas suas competências tecnológicas nos diversos domínios da electrotecnia, electrónica, mecânica e engenharia de sistemas, é uma das empresas em Portugal mais envolvidas nas actividades de desenvolvimento de equipamentos para a ESA e o maior grupo no mercado da engenharia electrotécnica em Portugal.

Qual a importância do EuTEMP?

Plataforma EuTEF
Plataforma EuTEF

O EuTEMP é uma unidade de medida e aquisição de temperatura de pequenas dimensões, autónoma e alimentada por baterias, que foi construida de modo a resistir ás temperaturas extremas do ambiente espacial pelo menos durante diversos dias após o seu lançamento. O EuTEMP transmitirá os dados para a terra, através do módulo Columbus da Estação Espacial Internacional.

Os requisitos a que a unidade obedece são: Requisitos de segurança e de qualificação da ESA e da NASA; Resistência a temperaturas extremas; Integração eficiente com a plataforma EuTEF.

O papel do EuTEMP será fundamental durante a instalação do EuTEF no módulo Columbus. Nesta altura ocorrerá uma fase crítica, chamada fase de transferência, onde os aquecedores estão desligados e o controlo térmico só pode ser feito por meios passivos. Durante esta fase, cuja duração depende da complexidade das unidades a instalar, a temperatura pode descer a valores muito baixos. O ambiente espacial é muito agressivo devido à ausência de atmosfera e gravidade, e aos níveis de radiações solares. As temperaturas podem variar rapidamente desde extremanente frias (- 140º C), quando os equipamentos estão á sombra (em eclipse), até 400º C, quando expostos ao Sol.

Teste na câmara de vácuo
Teste na câmara de vácuo

Apesar das simulações que têm em consideração os fluxos térmicos, as características de emissibilidade das superfícies e a inércia térmica das massas, podem surgir situações imprevisíveis. Há por isso a necessidade de monitorizar as temperaturas dos vários instrumentos da plataforma EuTEF.

Related Links