A ESA procura ideias para utilização da ISS como plataforma de pesquisa das alterações climáticas

Usar a ISS para estudos de alterações climáticas
21 Setembro 2009

A ESA vai começar a procurar formas de utilizar a Estação Espacial Internacional como plataforma para a investigação na área das alterações climáticas.

A Estação Espacial Internacional (ISS) é uma plataforma orbital, com uma tripulação permanente de seis pessoas. A sua montagem estará completa no próximo ano, oferecendo instalações multi-funções, numa órbita baixa, até 2015 e talvez até mais tarde.

A comunidade científica europeia já está a recorrer à ISS em diversas áreas, tais como as ciências da vida ou a microgravidade e agora as ciências da Terra e as alterações climáticas estão a ser consideradas também. Potencialmente, a ISS pode ser usada como uma plataforma de observação para estudos de alterações globais, complementando observações feitas a partir de satélites dedicados.

Os instrumentos podem ser aplicados ao exterior da Estação, principalmente no modulo europeu, Columbus. Podem ainda ficar no interior, com a observação a ser feita pelas janelas. A inclinação da órbita de 51,6º e a altitude de 350-400 km é diferente da dos outros satélites de observação da Terra, oferecendo diferentes geometrias de observação.

A ESA planeia lançar, neste mês de Outubro, um concurso que promova o interesse nos estudos de alterações climáticas, com recurso a instrumentos de detecção remota. Dependendo do nível de interesse e da aplicabilidade das propostas de investigação, poderá seguir-se um Anúncio de Oportunidade, para instrumentos ou carga.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.