A Rosetta aproxima-se da Terra pela segunda vez

Rosetta closest to Earth
12 Novembro 2007

A Rosetta, a sonda da ESA que irá interceptar o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, encontra-se a caminho de mais um voo rasante à Terra, no dia 13 de Novembro. Os operadores da sonda fazem tudo o que é possível para garantir que a gravidade da Terra proporcione o impulso exacto, de forma a que esta continue a sua rota até ao seu destino.

O sobrevoo deste mês ao nosso planeta constitui a terceira maior fase na sua viagem de 10 anos até ao cometa 67/P Churyumov-Gerasimenko. A manobra de correcção da trajectória, efectuada com sucesso no mês passado, preparou a Rosetta para o esperado encontro com o nosso planeta. A sonda está agora no caminho certo para obter a quantidade certa de energia a partir da gravidade da Terra e poupar combustível no percurso que ainda tem para percorrer.

A passagem mais próxima terá lugar a 13 de Novembro de 2007, às 21:57 CET, altura em que a Rosetta passará a uma velocidade de 45 000 km/h (cerca de 12,5 km/s) em relação à Terra. Nesse momento, a Rosetta estará 5301km acima do Oceano Pacífico, a sudoeste do Chile, a 63° 46’ Sul e 74° 35’ Oeste.

Rosetta Mars swing-by, 25 February 2007
Rosetta Mars swing-by, 25 February 2007

O incremento de energia resultante deste sobrevoo da Terra ajudará a Rosetta a atravessar o cinto de asteróides pela segunda vez, observar Lutetia (o segundo asteróide destinado a observação) e, por fim, encontrar-se com o cometa 67/P Churyumov-Gerasimenko. O encontro terá lugar a uma distância aproximada de 4 unidades astronómicas ou 600 milhões de km do Sol, em 2014.

Prevê-se uma actividade intensa...

Rosetta swings by Earth
Rosetta swings by Earth

Durante esta passagem pela Terra, a grande prioridade será dada às operações da sonda, uma vez que a manobra é essencial para o sucesso global da missão. Além disso, durante os percursos de chegada e partida, a Rosetta estará sob condições de iluminação solar desfavoráveis, e consequentemente, de temperatura. É por esta razão que apenas estarão disponíveis intervalos de tempo muito limitados para utilizar os instrumentos em segurança.

Apesar disto, serão efectuadas, a bordo do veículo orbital e do módulo de aterragem Philae, algumas experiências para fins de calibragem, medições científicas e registo de imagens. As observações terão lugar durante e perto do período de maior aproximação, que terá lugar de 7 de Novembro, 01.00 CET a 20 de Novembro, 15:00 CET.

A Rosetta apontará primeiro para a Terra para fazer observações da atmosfera e magnetosfera, incluindo uma pesquisa de estrelas cadentes do espaço. Fará um registo de imagens de regiões urbanas na Ásia, África e Europa e apontará para a Lua para obter uma imagem espectral da Lua iluminada. À medida que se afasta, a Rosetta fará um registo de imagens do sistema Terra-Lua à distância.

A Rosetta será controlada a partir do Centro de Operações de Veículos Espaciais da ESA, em Darmstadt, na Alemanha.

Para obter mais informações sobre a sonda Rosetta e as operações científicas, incluindo uma linha temporal e perguntas frequentes (em inglês) visite Rosetta second Earth swing-by Q&A

À medida que a Rosetta sobrevoa a Terra, o portal Web da ESA terá um Blogue Rosetta swing-by blog com notícias e informações actualizadas, directamente a partir da Sala de Controlo da Rosetta, no ESOC.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.