A Terra vista do Espaço: Nova Caledónia

4 Março 2013

O arquipélago da Nova Caledónia, a 1210 km a este da Austrália, pode ser visto nesta imagem do Envisat.

Caledonia era o nome romano para o que é hoje o norte da Escócia. Quando o explorador britânico James Cook viu a ilha principal nos anos de 1770, deu-lhe o nome de ‘New Caledonia’ por causa das semelhanças entre as terras altas escocesas e o território da ilha.

Mais tarde o nome foi aplicado também às ilhas circundantes.

Hoje, a Nova Caledónia é um território francês autónomo, mas espera-se um referendo à independência nos próximos anos.

A ilha principal, Grande Terre, domina a imagem, estendendo-se ao longo de 350 km, de nordeste a sudeste. Uma serra percorre todo o comprimento da ilha – o seu ponto mais alto atinge os 1620 m – e divide a ilha entre o este luxuriante e a savana a oeste.  

Uma barreira de coral rodeia a ilha principal e prolonga-se até ao Mar dos Corais a noroeste. O recife é um importante local de nidificação para as tartarugas verdes e para os dugongos, que se encontram ameaçados.    

A Nova Caledónia é um ponto importante para a biodiversidade porque as montanhas centrais oferecem uma grande variedade de nichos, terrenos e micro-climas.

O território tem cerca de 25% dos recursos em níquel do planeta. Apesar de a atual recessão global ter afetado esta indústria, a recuperação dos preços iluminou o futuro da economia da Nova Caledónia.

Esta imagem foi feita pelo instumento MERIS, do Envisat, a 5 Julho de 2011 e surge no Earth from Space video programme.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.