A Terra vista do espaço: ligação direta entre oceanos

18 Fevereiro 2013

Nesta imagem do Envisat podemos ver a parte central do Panamá com o seu canal de 80 km de comprimento, que liga o Atlântico – via Mar das Caraíbas – e o Pacífico. 

Concluído em 1914, o Canal do Panamá é um dos maiores projetos de engenharia do século passado. As comportas de cada um dos lados são usadas para elevarem os barcos até ao nível do canal, 26 metros, baixando-os até ao nível do mar, à sua saída.

Passam por lá, todos os anos, 12 000 a 15 000 embarcações. A passagem demora 8 a 10 horas.

Em ambos os lados do canal, os barcos que estão a entrar, a sair ou à espera de atravessar aparecem em pontos vermelhos, verdes e azuis. Podemos mesmo vê-los no canal e no Lago Gatún.

O lago artificial Gatún foi criado entre 1904 e 1914 como parte do sistema aquático do Canal do Panamá. Uma vez que o Panamá tem um inverno seco, a água armazenada no Lago ajuda a manter as comportas em funcionamento.

Também próximo de cada extremo do canal, aparecem amontoados de pontos brancos, a Cidade do Panamá na costa sul e Colon na costa norte.

Este país na América Central tem o tamanho da República Checa. Tem um clima tropical climate e é um destino turístico atrativo, com as suas praias, montanhas e florestas tropicais.

Nos anos quarenta do século passado, cerca de 70% do Panamá estava coberto de florestas. Hoje, esta área ocupa menos de metade do país, sobretudo devido à urbanização destas áreas, ao desenvolvimento de infraestruturas e à criação de gado.

As florestas têm um papel crucial no ciclo de carbon da Terra, ao absorverem o carbon da atmosfera, pelo que a redução das áreas de floresta pode ter um efeito muito negativo no nosso clima.  

Esta imagem é uma compilação de três imagens captadas pelo radar do Envisat a 24 de dezembro 2011, 23 de janeiro de 2012 e 22 de fevereiro de 2012.

Esta imagem aparece no Earth from Space video programme.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.