A maior nave europeia atinge o seu posto orbital

16 Junho 2013

O quarto Veículo de Transferência Automatizado da ESA, Albert Einstein, completou um rendezvous sem falhas com a Estação Espacial Internacional, a 15 de junho, quando se acoplou suavemente ao posto orbital às 14:07 GMT (16:07 CEST)

O Veículo de Transferência Automatizado (ATV) está agora ligado à Estação Espacial. 

“Bravo Europa, bravo ESA, bravo ATV. Obrigado Estados Membro, obrigado indústria, obrigado CNES, obrigado parceiro russo,” comentou Jean-Jacques Dordain, Diretor Geral da ESA. 

“Com o quarto ATV agora pronto a apoiar e abastecer a Estação Espacial com bens essenciais e experiências científicas, a ESA prova mais uma vez que é um parceiro de confiança para a Estação Internacional, com potencial para desenvolvimentos futuros. ” 

O ferry de 20 toneladas, a nave mais pesada alguma vez lançada pela Europa, voou autonomamente e acoplou-se ao complexo de 420 toneladas com uma precisão de alguns centímetros enquanto os dois davam a volta à Terra a 28 000 km/h. 

 “Um contacto tão suave entre uma nave com o tamanho de um autocarro de dois andares e a Estação, 20 vezes maior, é um feito extraordinário, que realça o elevado nível de controlo atingido por este sistema espacial europeu desenvolvido pela nossa indústria sob orientação da ESA,”disse  Thomas Reiter, Diretor da ESA para os voos Tripulados e Operações. 

 “Esta impressionante capacidade tecnológica irá continuar a ser utilizada ao serviço do veículo da NASA Orion. ”

ESA's ATV-CC during docking of ATV-4
ATV Control Centre

O rendezvous e a acoplagem aconteceram autonomamente, sob operação dos computadores do ATV, monitorizados de perto pelos controladores de voo da ESA e da agência espacial francesa CNES, no Centro de Controlo do ATV, em Toulouse, França, e por Luca Parmitano e os seus companheiros de tripulação na Estação. 

Tal como os seus antecessores, o ATV-4 é muito mais do que uma simples nave de abastecimento: é um rebocador espacial, um tanque, um cargueiro e um módulo habitacional temporário. 

Para compensar o decaimento em altitude da órbita da estação, causado pela resistência atmosférica, o ATV está carregado com 2580 kg de combustível para reposicionar a Estação na sua órbita. Também é capaz de deslocar todo o complexo espacial, desviando-o de lixos espaciais. O ATV permite ainda um controle de atitude quando outras naves se aproximam da Estação.

Luca monitored docking from Station

Nos seus tanques, leva 860 kg de combustível, 100 kg de oxigénio e ar, e 570 kg de água potável, tudo para ser bombeado para os tanques da Estação. 

No seu módulo de carga pressurizado, transporta mais de 1400 itens embalados em 141 sacos, incluindo 2480 kg de carga seca, como algum equipamento científico, peças sobresselentes, comida e roupa para os astronautas. 

Durante os quatro meses em que estiver ligado à Estação, o ATV irá oferecer 45 metros cúbicos de espaço extra para a tripulação. Em missões anteriores, esta ‘divisão’ adicional foi muito apreciada pelos astronautas que classificaram o ATV como “o sítio mais calmo da Estação” e foi com frequência a área preferida para trabalhar. 

No final da missão, previsto para 28 Outubro, o ATV-4 irá separar-se da Estação, trazendo sacos de lixo. No dia seguinte, será dirigido para o Oceano Pacífico, ardendo de forma segura durante a reentrada.  

Sobre a Agência Espacial Europeia

A Agência Espacial Europeia (ESA) é a porta de entrada da Europa no espaço. É uma organização intergovernamental, criada em 1975, com a missão de desenvolver a capacidade espacial da Europa e garantir que o investimento no espaço traz benefícios aos cidadãos europeus e de todo o mundo. 

A ESA tem 20 Estados-Membro: Áustria, Bélgica Républica Checa, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido, dos quais 18 são Estados-Membro da UE. 

A ESA tem Acordos de Cooperação com oito estados-membro da UE e está a discutir um Acordo com a Bulgária. O Canadá participa em alguns dos programas da ESA sob um Acordo de Cooperação. 

A ESA também está a trabalhar ativamente com a UE na implementação  dos programas Galileo e Copernicus. 

Ao coordenar os recursos financeiros e intelectuais dos seus membros, a ESA consegue levar a cabo programas e atividades muito além do âmbito de cada país europeu individualmente. 

A ESA desenvolve lançadores, naves e instalações no terreno.  

Hoje lança satélites para Observação da Terra, navegação, telecomunicações e astronomia, envia sondas para as profundezas do Sistema Solar e coopera na exploração humana do espaço. 

 

Saiba mais em www.esa.int

 

Para mais informações, contate: 

ESA Media Relations Office

Email: media@esa.int

Tel: +33 1 53 69 72 99

Fax: +33 1 53 69 76 90

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.