ESA's Mars Express relays Rocknest3 images from NASA Curiosity
Rocknest3 capturado pela Mars Express

A nave Mars Express ajuda o Curiosity a enviar fotos marcianas

27 Novembro 2012

Pela primeira vez, a Mars Express da ESA, que anda em órbita do planeta Marte, enviou dados científicos do rover Curiosity da NASA sobre a superfície do Planeta Vermelho. Os dados incluem imagens detalhadas de 'Rocknest3' e foram recebidos pela antena espacial da ESA, localizada na Austrália. 

Foi um passo pequeno, mas significativo na cooperação entre as agências espaciais interplanetárias.

No início da manhã de 6 de outubro, ao orbitar o planeta, o Mars Express da ESA olhou para baixo e alinhou a sua antena de comunicação de solo com o Curiosity, lá muito em baixo na superfície de Marte.

Durante 15 minutos, o robô da NASA transmitiu dados científicos para o satélite da ESA. Algumas horas mais tarde, o Mars Express girou e apontou a sua antena de alto-ganho para a Terra e começou a descarregar esta informação preciosa para o Centro Europeu de Operações Espaciais em Darmstadt, na Alemanha, através da antena de 35 metros de diâmetro da ESA, localizada em New Norcia, na Austrália.  
 
Os dados foram imediatamente disponibilizados ao laboratório Jet Propulsion (JPL) da Nasa, na Califórnia, para processamento e análise, provando mais uma vez que o íncrivel jovem robô da NASA consegue falar com o veterano orbitador de Marte da Europa.

As imagens ChemCam do Curiosity

ESA's Mars Express relays Rocknest3 images from NASA Curiosity
Rocknest3 capturado pela Mars Express

A informação transmitida incluia um par de imagens extremamente interessantes adquiridas em 4 de outubro pela ChemCam, a câmara remota de micro-imagens do Curiosity.
 
 
A ChemCam é constituida por uma câmara e por um Espectrómetro de Composição Induzida por Laser, que dispara um laser em alvos específicos e analisa depois a composição química do material vaporizado pela acção do laser.

O laser varre áreas menores do que 1 milímetro de diâmetro sobre a superfície dos solos e rochas marcianas e, em seguida, o espectrómetro fornece informações sobre os minerais e microestruturas das rochas.

Excelente qualidade de imagem

A primeira imagem (no topo do artigo) foi tirada antes de uma série de cinco tiros de laser, cada um correspondendo a um ponto de observação, e a segunda imagem (à direita) foi tirada depois. A imagem está centrada no quinto ponto de observação.

“A qualidade das imagens obtidas através da ChemCam é excelente. E o mosaico de imagens das análises do espectrómetro tem sido essencial para a interpretação científica dos dados”, diz Silvestre Maurice, Investigador Principal de ChemCam, no Instituto de Investigação em Astrofísica e Planetologia (IRAP), em França.

“Esta combinação de imagem e análise demonstrou o seu potencial para futuras missões.”

Os alvos do laser ChemCam

ESA's Mars Express relays Rocknest3 images from NASA Curiosity
Mosaic: ChemCam laser targets on Rocknest3

Uma terceira imagem, retransmitida separadamente pela NASA, indica os locais dos alvos do laser na Rocknest3, como a câmera RMI os viu.

'Rocknest' é a área onde o Curiosity parou durante um mês para realizar as suas primeiras análises laboratoriais móveis em solo escavado a partir de uma duna de areia. Rocknest3 era um alvo conveniente nas proximidades, onde ChemCam fez mais de 30 observações com 1500 disparos de laser. 
 
 
Uma imagem geral do contexto foi obtida através de grande ângular pela câmara MastCam, do Curiosity, e mostra a área Rocknest3 como um alvo da ChemCam. Rocknest3 tem cerca de 10 x 40 centímetros quadrados, mais ou menos o tamanho de uma caixa de sapatos.

FosPromovendo “a curiosidade”

Desde 2004, o orbitador de Marte da ESA tem retransmitido dados para outras missões da NASA - Phoenix, Spirit e Opportunity - e retransmitiu o sinal rádio do Curiosity, curiosidade em português, durante a sua chegada a Marte, em agosto passado.

Durante a missão do Curiosity, o orbitador Mars Express está configurado para retransmitir pacotes de informação adicionais, mantendo o seu programa de observação científica própria, ao abrigo de um contrato entre a ESA e a NASA.

O Express também pode fornecer rapidamente serviços de retransmissão em caso de indisponibilidade do orbiter da própria NASA ou se houver um problema no próprio rover Curiosity. 
 

Cooperação interplanetária

ESA's Mars Express relays Rocknest3 images from NASA Curiosity
Rocknest3

“A cooperação ESA-NASA em Marte é um sucesso em contínuo, resultado dos anos de trabalho mútuo para estabelecer padrões técnicos e de engenharia que permitam a partilha de dados entre equipamentos espaciais, redes e estações terrestres”, diz o gestor de operações da sonda Mars Express Michel Denis.

“Explorar Marte é um desafio enorme e as agências espaciais têm trabalhando para aumentar a cooperação e apoio mútuo para as atuais e futuras missões. É o caminho do futuro.”

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.