Aproveita a oportunidade para escrever o futuro

Space Elevator
Elevador Espacial
8 Novembro 2002

Desde a viagem à lua de Cyrano de Bergerac no século XVII, passando pela viagem num submarino de Júlio Verne no século XIX, até às navegações através do ciberespaço e da colonização de Marte por William Gibson, diversos autores como que anteciparam o que viria a acontecer.

Agora a ESA está a dar a oportunidade a jovens escritores de ficção científica de mostrarem as suas visões pessoais do futuro através de um concurso mundial.

O Concurso de Ficção Científica Clarke-Bradbury pretende homenagear Arthur C. Clarke e Ray Bradbury, cujas obras literárias inspiraram cientistas e exploradores do espaço.

Para realçar esta relação vital entre ideias iniciais e realidade posterior, os escritores com idades compreendidas entre os 15 e os 30 anos são convidados a submeter pequenas histórias (2500 palavras no máximo) que tenham que ver com tecnologias de viagem, exploração ou colonização espaciais.

“Espero que o concurso atraia diversas propostas e inspire mais e mais jovens a escrever ficção científica, “ disse Arthur C. Clarke. “Os jovens de hoje tomam as maravilhas da tecnologia moderna como pré-adquiridas, muitas das quais foram visionadas na ficção científica da minha juventude (e nalgumas das minhas próprias histórias! )“.

Habitats ou biosferas artificiais necessários em outros planetas

“No ano passado a ESA levou a cabo uma perquisa detalhada de conceitos de ficção científica à procura daqueles passíveis de serem desenvolvidos no mundo real. Esta pesquisa culminou na publicação de uma bonita brochura ilustrada. O contínuo progresso tecnológico faz com que ideias que foram outrora pura especulação, possam agora estar dentro dos limites da praticabilidade “, realçou David Raitt da ESA, o organizador do concurso.

Tomemos o conceito exótico de “elevador espacial”. Em 1895 o teórico russo Konstantin Tsiolkovsky foi inspirado pela Torre Eiffel ao imaginar uma torre que chegava a uma altitude orbital. Arthur C. Clarke retomou a ideia em 1979 no romance “The Fountains of Paradise”. Tripulações e carga poderiam apanhar os elevadores da torre para chegar até ao espaço.

Agora a ciência descobriu um material chamado nanotubos de carbono, suficientemente resistente para suportar o esforço de tensão a que uma torre orbital deverá ser submetida. Actualmente julga-se que um elevador espacial poderá ser construído dentro dos próximos doze anos. A empresa HighLift Systems, sediada em Seattle, está bastante avançada no que se refere ao trabalho teórico e de desenvolvimento inicial da ideia, estimando-se que o elevador espacial reduza os custos dos lançamentos a uns meros 10€/kg!

Velas inter-estelares baseiam-se só em vento solar ou na luz das estrelas

Velas solares ou de luz são um outro conceito da ficção científica – explorado inicialmente nas curtas histórias de Corwainer Smith e no conto de Arthur C. Clarke “Sunjammer” , que está prestes a tornar-se realidade, certamente mais cedo do que os autores pudessem alguma vez prever. Uma vez desfraldadas, as velas podem ser movidas pela luz do sol, ou em alternativa, por um raio de laser contínuo.

Como prova do conceito base, uma “nave de luz” em forma de globo foi erguida a 20 metros de altura por impulsos laser, nos EUA. Enquanto isso, na Europa a ESA e a DLR alemã desenharam um protótipo de uma vela solar de 20 metros quadrados para um futuro voo espacial.

Na pesquisa da ESA para exames mais detalhados mais de 250 destes conceitos tecnológicos foram recolhidos por cientístas, engenheiros, escritores de ficção científica e leigos de literatura e de filmes de ficção científica. O que se espera é que o concurso possa revelar e gerar ideias ainda mais promissoras.

Cinco histórias serão seleccionadas por um júri internacional para serem premiadas e de entre estas sairá um vencedor que será convidado a apresentar a sua história no Congresso Internacional de Astronaútica 2003 em Bremen, na Alemanha. As melhores propostas irão ser publicadas pela ESA num livro.

O prazo limite para as candidaturas 28 de Fevereiro de 2003. Quem estiver interessado em tentar concorrer a este concurso pode saber outras informações (em inglês) aqui ou contactar directamente:
David Raitt
Technology Transfer and Promotion Office
European Space Agency, ESTEC, The Netherlands
email: david.raitt@esa.int

Space Elevator platform
Plataforma do Elevador Espacial no Pacífico

A única forma de descobrir os limites do possível é aventurarmo-nos um pouco mais longe dentro do impossível.Arthur C. Clarke
Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.