Asteroide visita a Terra

Artist's impression of NEO asteroids passing Earth ESA SSA
Imagem de artista da passagem de um asteroide pela Terra
8 Fevereiro 2013

Um asteroide pouco conhecido vai passar rente à Terra a 15 de fevereiro, passando a apenas 28 mil quilómetros do nosso planeta. O pedaço de rocha espacial de 50 metros de diâmetro foi descoberto no ano passado por um astrónomo amador, apoiado pela ESA, em Espanha.

Não são conhecidos muitos detalhes do velho asteroide, 2012 DA14,  – não estão disponíveis medidas diretas das suas dimensões. Pelo seu brilho os cientistas estimam que tenha um diâmetro de 50–80 metros. A sua composição é desconhecida e pensa-se que a sua massa esteja na ordem das 130 mil toneladas.

O que se sabe é que não irá colidir com a Terra nos próximos tempos.

“A sua órbita pode ser muito bem calculada recorrendo à base de dados europeia de asteroides, NEODyS ” diz Detlef Koschny, responsável por objetos próximos da Terra, no gabinete da ESA  Space Situational Awareness.

“Os resultados computacionais mostram que uma colisão com a Terra pode ser excluída com segurança, pelo menos neste século”.

O asteroide 2012 DA14

A 15 de fevereiro, o asteroide irá fazer a sua passagem mais próxima ao nosso planeta, neste século, quando passar a 7.8 km/s a uma distância de apenas 28 000 km.

“Isto cabe dentro do anel geostacionário, onde muitos satélites de telecomunicações estão localizados,” diz Detlef. “Não há perigo para estes satélites no entanto, como o asteroide ‘virá de baixo’ não irá intersetar o cinto geostacionário.”

O asteroide fará a sua passagem mais próxima às19:40 GMT (20:40 CET) da próxima sexta-feira. Embora pequeno, comparado com a vastidão do nosso Sistema Solar, deve ser visível na Europa para qualquer pessoa com um bom par de binóculos e uma ideia do local onde procurar (veja o link com os detalhes mais abaixo).

O asteroide pelo La Sagra Sky Survey, apoiado pelo programa da ESA, Space Situational Awarenes, a 22 de fevereiro de 2012. O observatório está no sudeste de Espanha, perto de Granada, a uma altitude de 1700 m, um dos locais mais escuros, com menor poluição luminosa do continente europeu.

O tamanho pequeno e a órbita desconhecida do 2012 DA14 levaram a que tenha sido detetado apenas após ter passado pela Terra, a cerca de sete vezes a distância da Terra à Lua.

“Se este objeto fosse de ferro e atingisse o nosso planeta criaria uma cratera comparável à crater de 1.5 km, a Meteor Crater, perto de Flagstaff, no Arizona, por exemplo,” diz Detlef. ”No entanto, não vai.”

Crowdsourcing rocky visitors

Asteroid 2012 DA14 orbit
A órbita do asteroide 2012 DA14

Encontrar objetos próximos (NEOs, da sigla em inglês) como estes – que passam perto do nosso planeta e suficientemente grandes para causar dano no caso de entrarem na nossa atmosfera – é um dos principais objetivos do programa da Space Situational Awareness (SSA).

O gabinete do SSA apoia inúmeros grupos de astrónomos na Europa, apoiando as pesquisas locais ou disponibilizando tempo de observação no telescópio da ESA em Tenerife, Espanha. O gabinete também oferece acesso a preditores da órbita, dados das passagens e outros pormenores técnicos através web site http://neo.ssa.esa.int.

A descoberta do 2012 DA14 foi particularmente importante para o gabinete de SSA da Agência porque é um exemplo típico do meio milhão de NEOs por descobrir que se estima estarem por descobrir, dentro desta gama de dimensão.

“O nosso programa SSA está  desenvolver um sistema de telescópios óticos que podem detetar asteroides como este,” diz Nicolas Bobrinsky, gestor de programa da ESA para o SSA.

“Em cooperação com esforços de pesquisa a nível mundial, o nosso objetivo é detetar NEOs com mais de 40 m de tamanho pelo menos três semanas antes da aproximação à Terra.”

Para o conseguir, as equipas da ESA apoiadas pela indústria europeia estão a desenvolver um sistema automatizado de telescópios, com um metro de diâmetro capaz de captar imagens de todo o céu numa noite.

Para mais informãçao:

Detlef Koschny
Head NEO Segment, SSA Programme Office
ESA/ESTEC, Noordwijk, The Netherlands
Tel: +31 71 565 4828
detlef.koschny @ esa.int

Gerhard Drolshagen
NEO Segment, SSA Programme Office
ESA/ESTEC, Noordwijk, The Netherlands
Tel: +31 71 565 4316
gerhard.drolshagen @ esa.int

Jaime Nomen
La Sagra Sky Survey
jnomen@oam.es

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.