Astronauta da ESA regressa à Terra, com experiências do Columbus

Aterragem do Vaivém Discovery, no final da missão STS-128
15 Setembro 2009

O Vaivem Discovery aterrou na Base da Força Aérea, Edwards, na Califórnia, a 12 de Setembro, às 02:53 CEST, cumprindo todos os objectivos da sua estadia de 14 dias, da missão STS-128 na Estação Espacial Internacional.

O Discovery saiu do seu posto orbital às 21:26 CEST (19:26 UT) na Terça-feira, 8 de Setembro, trazendo à Terra a sua tripulação de sete pessoas, incluindo o astronauta europeu Christer Fuglesang bem como uma carga preciosa, o European Technology Exposure Facility (EuTEF), da ESA, que passou um ano e meio no espaço.

Fuglesang participates in the third STS-128 spacewalk
Christer Fuglesang participa no terceiro passeio espacial da missão STS-128

Durante a sua missão Alissé, Christer Fuglesang teve um papel muito importante na maior parte das tarefas da missão STS-128, na Estação Espacial Internacional. O astronauta sueco participou em duas actividades extra-veiculares (EVA), passando 13 horas e 40 minutos fora da Estação. Com o astronauta da ESA John ‘Danny’ Olivas, removeu e substituiu um tanque de amoníaco. Desta forma, Fuglesang estabeleceu um novo recorde, já que o novo tanque, de 800 quilos, foi o objecto mais pesado alguma vez deslocado em mãos durante um passeio espacial de um astronauta da ISS. No seu segundo passeio, Fuglesang e Olivas instalaram cabos de aviónica e conectores, numa manobra de preparação da chegada do módulo Tranquility, construído na Europa, e que será entregue pela missão STS-130, em Fevereiro de 2010.

Experiência europeia de exposição regressa à Terra

De Winne and Fuglesang in ISS
Frank De Winne (à esquerda) e Christer Fuglesang no interior da ISS

Antes disso, Fuglesang já tinha participado na manobra de remoção do EuTEF, instalado na parte externa do Laboratório Columbus desde Fevereiro de 2008. Este equipamento europeu consiste num conjunto de nove experiências que foram expostas ao vácuo do espaço para testar os materiais e equipamentos, monitorizar o ambiente espacial e tirar fotografias da Terra. Ao longo dos seus 18 meses no espaço, o EuTEF esteve sempre sob controle contínuo do Erasmus User Support and Operations Centre, no Centro Europeu de Investigação e Tecnologia (ESTEC) da ESA, em Noordwijk, na Holanda. As suas amostras e instrumentos serão agora devolvidos às equipas científicas para análise.

ISS view on 8 September 2009
A Estação Espacial Internacional vista do Discovery

Fuglesang também esteve encarregue das operações relacionadas com o Módulo Logístico Multi-funções Leonardo (MPLM), construído em Itália, que foi transportado pelo Vaivém até ao Nó 2 Harmony, para entrega de bens e equipamento à ISS. Os elementos que a tripulação tranferiu do Leonardo para a ISS incluem mais contribuições da ESA: O Laboratório de Menos Oitenta para a ISS (MELFI), que foi instalado dentro do laboratório japonês KIBO para guardar amostras das experiências durante longos períodos, a temperaturas muito baixas; e o Laboratório de Ciências dos Materiais (MSL), o primeiro equipamento de pesquisa de materiais da ISS, instalado no Laboratório americano, Destiny.

Frank De Winne permanence no espaço

Fuglesang participates in the third STS-128 spacewalk
Christer Fuglesang no exterior da ISS

O Discovery foi lançado do Kennedy Space Center, às 05:59 CEST (03:59 UT) a 29 de Agosto e atracou-se à ISS quarente a cinco horas depois. À chegada, Christer Fuglesang encontrou-se com o seu colega, astronauta da ESA, de origem belga, Frank De Winne, que está a bordo desde finais de Maio, como tripulação permanente, na sua missão de longa duração, OasISS. De Winne permaneceu na ISS depois da tripulação da missão STS-128 ter terminado a sua missão de nove dias. Em Outubro DE Winne irá tornar-se no Comandante da ISS – a primeira vez que um astronauta da ESA ocupa este cargo. Christer Fuglesang completou agora dois voos em vaivém e passou 26 dias no espaço, incluindo 32 horas de passeio espacial, o que faz dele o mais experiente astronauta da ESA em EVAs.

Fuglesang floats inside Leonardo MPLM
Christer Fuglesang a pairar no módulo logístico Leonardo

Fuglesang é o quarto astronauta da ESA a trabalhar a bordo da ISS desde que o Laboratório Columbus foi instalado, há 18 meses. Frank De Winne deverá regressar à Terra em Novembro. O próximo astronauta a voar para a Estação Espacial Internacional é Roberto Vittori, de Itália, que irá participar na missão STS-134, em Julho ou Setembro de 2010, para entregar o Espectómetro Magnético Alpha (AMS). Paolo Nespoli, também italiano, e André Kuipers, da Holanda, irão a seguir num voo de seis meses, cada um deles como tripulação europeia na Expedição 26/27 em 2010/11 e Expedição 30/31 em 2011/12, respectivamente.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.