Astronauta da ESA voa na missão Cervantes para a ISS

Launch Cervantes
18 Outubro 2003

ESA PR 68-2003. A missão Cervantes, com o astronauta da Agência Espacial Europeia Pedro Duque, e a tripulação da oitava expedição à ISS levantaram voo hoje num Soyuz TMA-3 no voo 7S em direcção à Estação Espacial Internacional. O lançamento deu-se a partir do Cosmódromo de Baikonur no Casaquistão às 11:38 hora local (07:38, Hora de Verão CET).

Depois de entrarem em órbita, Duque e os outros dois membros da tripulação a bordo, o cosmonauta russo Alexander Kaleri e o astronauta da NASA Michael Foale, levarão cerca de dois dias a alcançar a Estação Espacial Internacional (ISS). A atracagem está prevista para 20 de Outubro às 09:17 (Hora de Verão CET), com a abertura da escotilha prevista para as 12:14.

Duque será o Engenheiro de Voo no Soyuz TMA-3, assumindo um papel activo juntamente com Kaleri, o Comandante, na pilotagem e na atracagem da nave espacial. Este é o terceiro voo dum Soyuz TMA. O primeiro ocorreu em Outubro de 2002 com o astronauta da ESA Frank De Winne da Bélgica a bordo. O Soyuz TMA-3 substituirá o Soyuz TMA-2, actualmente atracado à ISS, e aí permanecerá com a tripulação da oitava expedição Kaleri e Foale, durante aproximadamente seis meses como um barco salva-vidas de emergência.

Duque torna-se no sexto astronauta europeu a visitar a ISS, e no primeiro de Espanha. Durante a sua estadia de oito dias, ele efectuará um amplo programa de experiências nos campos das ciências da vida e da física, observação da Terra, educação e tecnologia. Estas experiências também incluirão a utilização da “Microgravity Science Glovebox”, um recurso de pesquisa desenvolvido na Europa.

“Uma viagem no espaço é algo que não se pode fazer todos os dias”, disse Duque, “Por isso, estou determinado em utilizar ao máximo cada momento e em efectuar as várias experiências da forma mais competente possível. Estou orgulhoso por representar quase 40 milhões de cidadãos espanhóis”.

A missão Cervantes estava originalmente planeada para Abril deste ano, mas em consequência do acidente do Columbia a ESA desistiu dessa oportunidade de voo para tornar possível uma substituição da tripulação a bordo da ISS. Esta missão é o segundo voo espacial de Duque. Ele voou como Especialista da Missão no vaivém espacial Discovery na missão STS-95 (de 29 de Outubro a 7 de Novembro de 1998), dedicada à pesquisa solar.

A missão Cervantes será concluída com o voo de regresso a 28 de Outubro, com Duque a ter a função de Engenheiro de Voo no Soyuz TMA-2. Ele será acompanhado pela sétima tripulação da ISS, Yuri Malenchenko e Edward Lu, que serão substituídos por Kaleri e Foale. Malenchenko e Lu chegaram à ISS a 28 de Abril num Soyuz TMA-2.

Para obter mais informações, contacte por favor:

ESA Media Relations Service
Tel: +33 (0)1.5369.7155
Fax: +33 (0)1.5369.7690

Pode acompanhar o decorrer da missão Cervantes, ler o diário de Pedro Duque e ver eventos seleccionados através do endereço: http://www.esa.int/cervantes

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.