Boas previsões para o lançamento do mais recente satélite meteorológico MSG europeu

22 Novembro 2005

O lançamento com sucesso do voo 167 do Ariane 5 abre caminho para a campanha de lançamento, actualmente previsto para 21 de Dezembro, do mais recente satélite meteorológico europeu.

Após 117 dias de armazenamento na Guiana Francesa, tiveram início, no passado dia 31 de Outubro, as operações de desarmazenagem e preparação de lançamento do segundo satélite Meteosat Second Generation (MSG-2). As actividades relativas à campanha de lançamento do MSG-2 recomeçaram oficialmente a 10 de Novembro.

O MSG-2 foi transportado para a base espacial europeia no dia 21 de Junho. Foi armazenado depois de vários testes extensivos, que confirmaram a funcionalidade da plataforma e dos instrumentos após o transporte.

Os satélites meteorológicos tornaram-se num elemento essencial na previsão meteorológica e na vida moderna e a ESA tem sido responsável pela construção dos satélites meteorológicos europeus desde há cerca de três décadas. O MSG-2 é apenas o último de uma vasta linha de Meteosats construídos pela ESA: o primeiro, o Meteosat-1, foi lançado em 1977. O sucesso dos primeiros Meteosats levou à criação da Organização Europeia para a Exploração de Satélites Meteorológicos (EUMETSAT) em 1986.

A ESA e a EUMETSAT trabalharam em conjunto nos satélites mais recentes da série, concebidos para proporcionar aos meteorologistas europeus imagens contínuas das condições meteorológicas numa base operacional. Esta cooperação entre as duas organizações internacionais prossegue actualmente, já que os satélites originais estão a ser gradualmente substituídos por uma segunda nova geração de Meteosats.

O design maior e mais potente do Meteosat Second Generation obtém imagens em mais comprimentos de onda e com intervalos mais curtos do que os satélites anteriores, tornando-o particularmente adequado para previsões a curto prazo de fenómenos meteorológicos incómodos e repentinos, como neve, trovoadas e nevoeiro.

O primeiro (lançado como MSG-1 e posteriormente apelidado Meteosat-8) foi lançado em Agosto de 2002 e declarado operacional em Janeiro de 2004. Com o lançamento do MSG-2, haverá dois satélites MSG a funcionar em órbitas geoestacionárias - o operacional numa longitude de 0 graus sobre a África Ocidental equatorial e o outro em "stand-by" com 10 graus de separação, para garantir a continuidade do serviço no futuro.

Os meteorologistas europeus e os investigadores do clima e do meio ambiente já estão a beneficiar das imagens e dos produtos avançados fornecidos pelo Meteosat-8. Os dados gerados pelos seus 12 canais espectrais fornecem 20 vezes mais informação do que os seus antecessores.

A EUMETSAT gere actualmente o Meteosat-6, Meteosat-7 e -8 sobre a Europa e África e o Meteosat-5 sobre o Oceano Índico. Os dados, produtos e serviços fornecidos por estes satélites desenvolvidos pela ESA para a EUMETSAT, significam

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.