ESA recruta novos astronautas na Europa

Schlegel's first spacewalk
10 Abril 2008

ESA PR 21-2008. Com os astronautas da ESA a trabalharem no laboratório Columbus, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) e com o sucesso da missão ATV, o primeiro dos veículos de transferência de carga automatizados da ESA, que ao acoplar na ISS permitiu o fornecimento de carga variada, nomeadamente de mantimentos frescos à estação, as actividades de voos tripulados da ESA estão definitivamente a entrar numa nova era.

Está na hora da ESA procurar novos talentos e reforçar o seu corpo de Astronautas para futuras missões tripuladas à ISS, à Lua e mais além.

A Agência Espacial Europeia entrou para a história dos voos espaciais tripulados em 1978, data em que foi realizada a primeira selecção de astronautas, seguiu-se em 1983 a primeira missão ao laboratório espacial Spacelab. Entretanto os preparativos para o projecto do laboratório Columbus da ESA envolveram uma segunda selecção de astronautas em 1992.

O processo global de selecção terá início na segunda-feira 19 de Maio, seguindo normas e procedimentos previamente estabelecidos:

  1. 1) Selecção: o primeiro passo para a candidatura formal será efectuado online, em www.esa.int/astronautselection.
  2. 2) Os candidatos terão que apresentar um certificado médico, o mesmo que é exigido aos pilotos particulares, tendo esse exame que ser realizado por um médico perito em medicina aeronáutica certificado pelas autoridades aeronáuticas nacionais.
  3. 3) Os canditados terão de passar por duas fases de avaliação de aptidão psicológica e profissional, que incluem testes profissionais, comportamentais e cognitivos.
  4. 4) Avaliação médica: este processo inclui um exame clínico a realizar por médicos e especialistas clínicos do sector aeronáutico, testes laboratoriais de despistagem e outros procedimentos especiais.
  5. 5) Entrevista formal: como potenciais membros da equipa de pessoal da ESA, os candidatos a astronautas serão submetidos a uma avaliação profissional adicional por parte de um comité de selecção da ESA.
  6. 6) As nomeações finais serão oficialmente anunciadas em 2009.

Os candidatos seleccionados passarão a integrar o Corpo Europeu de Astronautas e iniciarão a sua formação básica no Centro Europeu de Astronautas (ESA-EAC) em Colónia, na Alemanha.

Paolo Nespoli
A new generation of explorers

“Queremos encontrar na Europa, homens e mulheres com grandes capacidades e de elevado calibre, com vista a nos encontramos preparados para fazer face aos desafios da exploração da ISS e exploração humana do nosso sistema solar no século XXI. A partir de Maio de 2008, a ESA irá pela primeira vez na história, procurar em cada um dos seus 17 Estados Membros os melhores candidatos para transformarem esta visão numa realidade,” afirma Michel Tognini, ex-astronauta e Director do Centro Europeu de Astronautas.

A ESA necessita de renovar e de aumentar o Corpo Europeu de Astronautas, com vista a poder realizar com êxito os seus programas presentes e futuros. Neste âmbito a Agência decidiu dar início a um processo de selecção e recrutamento de novos astronautas. Convidamos os candidatos provenientes dos 17 Estados Membros (Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Portugal, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido) a apresentarem as suas candidaturas.

Formação nas áreas de ciências e operações

André Kuipers and Frank de Winne
ESA astronaut André Kuipers and Frank de Winne during EVA training

“O candidato europeu ideal deverá ser competente em disciplinas científicas relevantes, incluindo entre outras, biologia, física, química e medicina, devendo ter demonstrado capacidades excepcionais na área da investigação, aplicações ou no campo educacional, de preferência incluindo proficiência operacional. Além disso, as características esperadas de todos os candidatos incluem, boa memória e capacidade de raciocínio, concentração, aptidão para orientação espacial e destreza manual”, explicou Gerhard Thiele, ex-astronauta e Director da Divisão Europeia de Astronautas. Os candidatos deverão ser fluentes na língua inglesa (conhecimento de Russo será uma vantagem) e deverão apresentar traços de personalidade como, elevada motivação, flexibilidade, espírito de equipa, empatia para com terceiros e estabilidade emocional.

Campanha informativa a nível Europeu

Esta importante campanha de recrutamento será iniciada com conferências de carácter informativo a realizar nos países Estados Membros da ESA, envolvendo a participação de astronautas da ESA. A comunicação social será informada e terá a oportunidade de assistir a estes eventos.

Para mais informações, consultar:

Thomas Reiter during a training session inside the Soyuz TMA sim
Thomas Reiter training inside the Soyuz simulator

European Astronaut Centre (EAC)
Linda Villette
Email:Linda.Villette@esa.int
tel: +49 22 03 6001 113
Fax: +49 22 03 6001 112

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.