Empresa criada por um português produz guias turísticos baseados em ligação por satélite

A Tower Bridge, em Londres
11 Setembro 2013

Está de visita a uma nova cidade e procura alguma coisa interessante para fazer? Use uma nova aplicação apoiada em informação de satélite, desenvolvida por um português e apoiada pela ESA. 

Com 11 das principais cidades europeias já disponíveis nos guias da Farol City Guides, esta aplicação é uma solução fácil para pessoas com pouco tempo disponível. Em 2012, a aplicação foi selecionada pela cidade do Porto, como guia oficial online.

Na preparação da sua visita a uma cidade, a aplicação inteligente tem em conta o tempo disponível, a localização e o que gostaria de visitar, adaptando-se em tempo real ao seu perfil. 

Uma app para smartphone

Mais importante ainda, trabalha totalmente offline, com todas as informações descarregadas previamente, o que evita os elevados custos de roaming.

A aplicação oferece de forma rápida e fácil o melhor que uma cidade tem para oferecer numa estadia curta. A ideia surgiu em 2009, quando Bruno Fernandes estava à procura de informação sobre o que visitar durante um fim-de-semana em Roma.

“A extraordinária quantidade de informação turística disponível sobre o que visitar nos poucos dias que eu ia estar em Roma foi o que me levou a criar a Farol,” diz Bruno, que na altura fundou a empresa alemã LatitudeN, para desenvolver a app.

 “Normalmente demora muito tempo até encontrarmos exatamente o que procuramos, principalmente se só temos metade de um dia durante uma visita curta.”

Apoio do centro de incubação de empresas da ESA

A preparar a visita a uma cidade

“O Bruno veio até nós como empreendedor, pedindo o nosso apoio, a transformar a sua ideia num negócio,” explicou Frank Zimmermann, Diretor do cesah GmbH Centrum für Satellitennavigation Hessen, a companhia contratada para gerir o Centro de Incubação de Empresas da ESA, em Darmstadt, parte do Programa de Transferência de Tecnologia da ESA. 

“Ajudámo-lo a amadurecer a ideia, fornecemos apoio financeiro inicial, espaço de escritório e ajuda especializada para um início sólido da empresa.”

Com o apoio do centro da ESA, a ideia foi então desenvolvida e transformada num produto completo.

O segredo é a navegação por satélite

Galileo satnav system

Os guias Farol City Guides otimizam o tempo gasto numa cidade, mostrando as mais relevantes opções de visita, de acordo com as suas preferências, e integrando informação das escolhas presentes e passadas.

“A nossa missão é criar uma maneira simples e inteligente de sentir e explorar ambientes desconhecidos, fazendo a ponte entre a informação disponível e as expectativas do viajante real,” reforça Bruno, acrescentando que o turismo, o lazer e a mobilidade inteligente são o âmago da empresa.

A chave é a disponibilidade de sinais de posicionamento altamente precisos. Com isto, os guias da Farol City Guides estimam o tempo que as pessoas demoram para se deslocar nos locais a visitar, otimizando as rotas e mostrando-as no mapa de navegação da app. 

Com a integração de um poderoso software baseado em inteligência artificial para estabelecer a rota transforma a aplicação do smartphone num ‘companheiro de viagem’ muito fácil de usar. 

Do Porto a Helsínquia

Sistema de navegação por satélite

Além do Porto, os guias da Farol também já estão disponíveis em importantes cidades europeias, tais como Paris, Londres, Berlim, Roma ou Amsterdão.

Através de uma parceria estabelecida em 2011 com uma editora líder no mercado europeu em conteúdos turísticos digitais, irão em breve cobrir os 25 principais destinos turísticos na Europa. A aplicação está neste momento disponível para Android. Uma versão para iPhone estará disponível em meados de setembro.

Bruno Fernandes sublinha, “Estamos a pesquisar continuamente técnicas para melhorar a precisão na posição da tecnologia Farol. A integração de sinais do Galileo irá trazer em breve um valor adicional ao produto. 

As cidades da Farol

A estratégia de pesquisa e desenvolvimento da LatitudeN passa pela colaboração com universidades, institutos de investigação e outras companhias pequenas para se manter na linha da frente do uso de satélites para a navegação de peões, quer para atividades outdoor como indoor.

Com os guias Farol City Guides, a empresa ganhou o prémio KIS4SAT para pequenas e médias empresas no sector de Navegação por Satélite, em 2011.

Um ano mais tarde, a Farol foi escolhida pela Eurisys como um dos 30 melhores exemplos de colaboração no setor de navegação por satélite entre os municípios e as pequenas e médias empresas, com a aplicação Farol Porto a ser escolhida como o guia oficial da cidade nortenha.

A ESA apoia mais de 200 start ups e empreenderores, como é o caso da LatitudeN e de Bruno Fernandes, na aplicação das suas ideias à tecnologia espacial e aos serviços com base no espaço no desenvolvimento de negócios, através do Programa de Transferência de Tecnologia e das oito incubadoras de empresas, distribuídas por seis países.  

Bruno Fernandes

 “Receber o apoio do BIC da ESA em Darmstadt foi uma grande ajuda para o desenvolvimento do nosso sistema e para montar o negócio. Lá tivemos acesso a contactos da indústria, apoio técnico e ainda a chancela da ESA,” diz Bruno.

Completando o período de incubação com um sistema operacional que sobre muitas cidades europeias, a empresa conseguiu angariar investimento em abril. 

“O financiamento permitiu-nos acelerar o desenvolvimento da Farol,” acrescenta Bruno.

 “O próximo passo é cobrir as 25 cidades mais visitadas da Europa. O que esperamos concluir ainda em 2013. Depois disso planeamos olhar para fora da Europa, inicialmente para as maiores cidades americanas.”

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.