Encontro da indústria para o programa de monitorização global da ESA/CE

10 Abril 2003

Representantes de 10 consórcios ligados à indústria encontraram-se recentemente para planear a próxima fase de contribuição da ESA para o programa 'Global Monitoring for Environment and Security' (GMES).

Os consórcios foram seleccionados segundo uma avaliação das propostas recebidas no ano passado para o 'GMES Service Elements'(GSE), a fase inicial do compromisso assumido pela ESA para o programa GMES. Este compromisso tem a duração de cinco anos e comporta um investimento de 83 milhões de euros.

O GMES é uma iniciativa co-patrocinada pela ESA e pela Comissão Europeia para desenvolver uma capacidade de monitorização global para os responsáveis pelas decisões europeus e outros utentes. Calcula-se que o financiamento total do GMES, para o desenvolvimento e implementação do programa em 2008, chegará aos 400 milhões de euros.

Os consórcios GSE incluem mais de 125 companhias, universidades e outras instituições de investigação, consultoras e outras organizações destinatárias, que incluem agências internacionais, nacionais e governamentais. Cada consórcio é dirigido por um responsável técnico e é constituído por um máximo de 20 organizações, entre as quais fornecedores de serviços operacionais, consultores da estratégia, consultores de desenvolvimento de sistema, parceiros R&D e utentes, sendo esta composição mista decidida inteiramente pela ESA.

Os grupos irão focar-se no desenvolvimento de capacidades e na identificação das necessidades dos utentes em contractos bifaseados de 20 meses de duração, com um valor total de 15 milhões de euros. Os financiamentos irão ser divididos de modo igualitário entre os 10 consórcios.

Stephen Briggs
Stephen Briggs, responsável pelas aplicações de observação da Terra da ESA

A composição exacta dos consórcios irá ser anunciada quando os contratos forem finalizados e assinados nos próximos meses. Uma reunião que durou uma semana e que decorreu em meados de Março nas instalações do 'European Space Research Institute' da ESA, o ESRIN, que se situa nos arredores de Roma, reuniu todos os grupos pela primeira vez, para delinear os requerimentos dos futuros utentes do serviço e definir quais os serviços de observação da Terra existentes e a existir futuramente, que deverão ser incluidos no 'GMES Service Elements', explicou Stephen Briggs, responsável pelas aplicações de observação da Terra da ESA.

"Os verdadeiros vencedores no GMES serão os utentes", afirmou Briggs. "A ESA encarregou os 10 consórcios GSE de nos próximos 20 meses converter a estratégia de alto nível GMES num portfolio concreto the serviços de informação ambiental de confiança, e muito mais está para vir, no futuro."

Cada um dos 10 grupos irá começar a fornecer serviços imediatamente, e irá fazê-lo segundo um plano de gestão de entregas de monitorização a longo termo, para temas que incluam:

  • florestas
  • recursos de água
  • avaliação de risco de disastres e meios de auxílio
  • agricultura
  • regiões polares
  • áreas urbanas.

Mais sobre o GMES

O GMES é um sistema de apoio à decisão para o uso do público em geral e dos governantes, com a capacidade de adquirir, processar, interpretar e distribuir informação útil, relacionada com o ambiente, a gestão de riscos e os recursos naturais.

A um nível global, o GMES irá fornecer novas ferramentas de verificação, para contribuir para uma monitorização precisa e de acordo com o cumprimento de acordos internacionais, tais como o protocolo de Kyoto acerca das alterações climáticas, ou os acordos de segurança e ajuda internacional. Ao nível regional da UE, o GMES irá fornecer a larga escala, dados objectivos acerca das políticas públicas, incluindo desenvolvimento regional, transporte, agricultura e política externa. O GMES irá também ajudar as autoridades locais a detectar problemas ambientais e a minimizar os riscos e as consequências das alterações ambientais nas populações locais.

O GMES é uma pedra angular da estratégia para o espaço europeu unificado, desenvolvida pela CE e pela ESA. Em conjunto com o Galileo, o sistema global de navegação por satélite, o GMES é a chave da realização de uma política para o espaço unificado, emergindo da, cada vez mais próxima, parceria entre as duas organizações.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.