Europa lança a sua primeira nave de reabastecimento – ATV Júlio Verne – para a ISS

Liftoff of Ariane 5 ES-ATV
9 Março 2008

ESA PR 15-2008. Júlio Verne, o primeiro dos Veículos de Transferência Automatizados (ATVs) da Agência Espacial Europeia, uma nova série de naves espaciais autónomas concebidas para reabastecer e re-impulsionar a Estação Espacial Internacional (ISS), foi lançado com sucesso esta manhã na órbita baixa da Terra por um veículo Ariane 5.

Nas próximas semanas, irá fazer as manobras necessárias para o "rendez-vous" com a ISS, onde acabará por fim por acoplar e abastecer de combustível, água, oxigénio e outra carga, o posto orbital.

A descolagem do ATV Júlio Verne ocorreu às 05:03 CET (01:03 local) do Centro Espacial da Guiana, situado no aeroporto espacial europeu em Kourou na Guiana Francesa. Este voo exigiu uma nova versão do lançador europeu Ariane, o Ariane5ES, especialmente adaptado para a tarefa de lançar este veículo com cerca de 20 toneladas, (mais do dobro do peso da anterior, e maior carga útil jamais transportada a bordo de um Ariane 5) numa órbita circular baixa com uma inclinação de 51.6 graus em relação ao Equador e equipado com uma plataforma superior com capacidades de re-ignição.

Esta trajectória de lançamento invulgar exigiu a implementação de duas novas estações de rastreio e telemetria, uma a bordo de um navio no Oceano Atlântico e a outra na Ilha de Santa Maria nos Açores. A plataforma superior do Ariane 5 efectuou uma propulsão inicial de 8 minutos sobre o Atlântico e entrou numa fase de 45 minutos, voando sobre a Europa e a Ásia antes de uma re-ignição de 40 segundos sobre a Austrália efectuando uma manobra de circularização. A separação do ATV Júlio Verne ocorreu às 06:09 CET (02:09 locais) e foi monitorizada por uma estação terrestre localizada na Nova Zelândia.

A nave espacial Europeia mais complexa de sempre

Artist's impression of ATV approaching for rendezvous with ISS
ATV, ISS

O ATV Júlio Verne está agora a sobrevoar a Terra no mesmo plano orbital que a ISS, mas a uma altitude diferente, enquanto o ATV se encontra a uma altitude de 260 km, a ISS está neste momento a 345 km. O veículo está sob monitorização constante do Centro de Controlo do ATV em Toulouse – França, localizado nas instalações da Agência Espacial Europeia CNES. O Centro de Controlo do ATV, em coordenação com os centros de controlo de missão da ISS em Moscovo e Houston, assegura o controlo do voo ao longo da missão Depois de demonstrar manobras de segurança em voo livre, o ATV irá efectuar manobras de ‘fase’ orbital de modo a encontrar-se com a ISS para uma primeira acoplagem prevista para 3 de Abril, após a partida do Space Shuttle Endeavour da NASA.

Baptizado com o nome do famoso visionário autor francês do século XIX, o ATV Júlio Verne é a maior e mais sofisticada nave espacial jamais desenvolvida na Europa, combinando as funções de plataforma autónoma de voo livre, veículo espacial manobrável e módulo da estação espacial. Com cerca de 10 m de altura e um diâmetro de 4,5 m, pesava 19,357 kg aquando do seu lançamento. Incorpora um módulo pressurizado de 45 m3, baseado no conceito do Columbus, e um sistema de acoplagem construído na Rússia, semelhante aos usados nas sondas tripuladas Soyuz e na nave de reabastecimento Progress. Cerca de três vezes maior do que a sua homóloga russa, pode transportar cerca de três vezes mais carga.

O ATV é também a primeira nave espacial do mundo concebida para efectuar uma acoplagem automatizada em conformidade com as rigorosas normas de segurança impostas pelas operações dos voos espaciais tripulados. Possui sistemas de navegação de alta precisão e um software de voo muito mais complexo do que o usado no Ariane 5.

Comunicado de imprensa completo disponível em Inglês.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.