Herschel recupera a «visão»

Visão artística do Herschel
15 Junho 2009

Domingo, às 12h53 CEST, abriu-se a cobertura criogénica do satélite Herschel, depois da nave ter recebido um comando para disparar os dispositivos que a mantinham agarrada. Este passo crucial aproxima o mais recente telescópio espacial da ESA do iníco da sua missão científica.

A cobertura do telescópio (cryocover) protege o criostato no chão e durante a primeira fase do voo, preservando o ambiente criogénico do plano focal do instrumento. Com esta cobertura montada, o telescópio «perde a visão».

Instrumentos do Herschel

Como o Herschel está neste momento no vácuo espacial a cobertura pôde ser aberta com segurança. O comando para a abrir foi dado manualmente pelos controladores da nave no ESOC, o Centro Europeu de Operações Espaciais da ESA, em Darmstadt, Alemanha. Por telemetria, a abertura foi confirmada logo a seguir ao procedimento.

Herschel & Planck launch campaign
À espreita no lançador

«A cobertura andou para a frente e para trás seis ou sete vezes, abanando o satélite, e ocorreram mudanças de temperatura em diversos pontos, como seria de esperar. Tudo isto estava previsto no procedimento. A confirmação positiva final chegará com as medições do background óptico através do Photoconductor Array Camera and Spectrometer, que estão a decorrer esta semana,» disse Göran Pilbratt, Cientista de Projecto da ESA, responsável pelo Herschel, ao falar no ESOC.

Herschel’s cooling system
O sofisticado sistema de arrefecimento do Herschel

O satélite está a passar por uma série de verificações pós-lançamento e confirmações que serão seguidas por um processo exaustivo de validação. Este processo irá continuar até ao Outono quando as operações científicas de rotina irão começar.

A 14 de Junho, o Herschel estava a 1 425 000 km da Terra.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.