Lançamento do SMOS e do Probe-2 remarcado para Novembro

O SMOS na Thales Alenia Space
24 Junho 2009

Um acordo entre a ESA, o Centro Espacial Krunichev e os Serviços de Lançamento Eurockot, a próxima missão de Exploração da Terra da ESA, SMOS, e o satélite Proba-2, serão lançados a 2 de Novembro de 2009.

A nova data substitui a inicialmente prevista de 9 de Setembro. Quer o satélite de estudo da hidratação dos solos e da salinidade dos oceanos (SMOS) quer o satélite Proba-2, o segundo projecto da ESA para uma missão autónoma a bordo, serão lançados em conjunto, num veículo de lançamento Rockot a partir do Cosmódromo de Plesetsk, a norte da Rússia. Este tipo de foguete foi o mesmo usado no lançamento do satélite GOCE, em Março deste ano.

O satélite SMOS está actualmente no sul de França, nas instalações da Thales Alenia Space. A fase mais importante de inspecção já foi realizada com sucesso, o que quer dizer que o satélite está pronto a ser enviado para o local de lançamento.

O Director de Projecto do SMOS, da ESA, Achim Hahne disse, «desde que a data de lançamento foi remarcada para Novembro, de forma a permitir um lançamento na Rússia, esperamos por Setembro para começar a campanha de lançemento, iniciando o envio do satélite e do equipamento de suporte para a Rússia. Apesar de o adiamento ser, de certo modo, uma decepção, a equipa está ansiosa pelo evento de Novembro.»

Ciclo da água na Terra

O SMOS, ou a Missão da Água, da ESA, tal como é conhecida, irá produzir observações globais da hidratação do solo em toda a massa terrestre e da salinidade dos oceanos. Através do uso de um inovador radiómetro interferométrico de nome MIRAS (Radiómetro de Imagens de Microondas usando Síntese de Abertura) desenvolvido pela EADS CASA Espacio, em Espanha, a missão SMOS irá fornecer mapas globais de hidratação do solo pelo menos a cada três dias e mapas da salinidade a cada trinta dias. Isto levará a uma melhor compreensão do ciclo da água, em particular, os processos de troca entre a superfície da Terra e a atmosfera. Os dados do SMOS irão ajudar a melhorar os modelos do clima e terão ainda aplicações práticas em áreas como a agricultura e a gestão dos recursos de água.

Proba-2

A ESA irá aproveitar o lançamento do SMOS para enviar também o Proba-2, um satélite muito pequeno e a segunda série dos modelos de baixo custo que estão a ser usados para validar novas tecnologias de naves espaciais, enquanto transportam instrumentos. Serve de teste para novas tecnologias e experiências de observação do Sol e de investigação do clima espacial.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.