André a congelar amostras de sangue

Manter as células do sistema imunitário vivas e de boa saúde

9 Maio 2012

Investigação feita na Estação Espacial Internacional oferece pistas para se perceber por que razão o sistema imunitário dos astronautas não funciona tão bem no espaço. As descobertas podem beneficiar os idosos na Terra.

Os astronautas estão sujeitos a diferentes tipos de estresse no processo de adaptação à microgravidade. Já se sabia há muito tempo que o sistema imunitário funciona pior no espaço, e perceber porque é que isto acontece é um dos motores da investigação espacial.

Os investigadores da Universidade de Teramo, o Centro Europeu para a Pesquisa do Cérebro e a Fundação Santa Lucia descobriram que uma enzima, denominada 5-LOX, torna-se mais ativa em ambientes de ausência de gravidade.

A enzima 5-LOX regula de certo modo a esperança de vida das células. A maior parte das células dividem-se e regeneram-se, mas o número de vezes que isto acontece é limitado.

Será que são alterações na atividade da enzima 5-LOX que estão a afetar a saúde dos astronautas no espaço?

Para descobrir a resposta, os cientistas precisaram de testar a sua teoria no único laboratório em que se pode ‘desligar’ a gravidade: a Estação Espacial Internacional.

Alvo: enzima 5-LOX

ROALD blood samples
Amostras de sangue

A experiência foi a seguinte: Foram recolhidas amostras de sangue de dadores saudáveis, enviadas posteriormente para a Estação. Uma parte do sangue foi exposta à ausência de gravidade por dois dias, enquanto a outra foi mantida numa pequena centrifugadora para simular a gravidade da Terra. As amostras foram então congeladas e enviadas para a Terra, para análise.

Tal como previsto, a atividade da 5-LOX era maior nas amostras que estiveram em ausência de gravidade do que nas amostras da centrifugadora ou de que no sangue que ficou em terra. Na realidade, as amostras da centrifugadora mantiveram-se idênticas às amostras em terra.

O professor Mauro Maccarrone, da universidade de Teramo, explica, “ agora temos um alvo, uma enzima que pode ter um papel importante no enfraquecimento do sistema imunitário.

Kubik centrifuge
Centrifugadora espacial

“A enzima 5-LOX pode ser bloqueada com moléculas que já existem, portanto a utilização destas descobertas na saúde das pessoas é uma realidade próxima.”

A investigação em torno da enzima 5-LOX e dos compostos com ela relacionados continuará. Uma experiência de follow-up voltou à Terra numa cápsula Soyuz, com a expedição 30, na semana passada. Os cientistas procuram agora outras alterações nas células de forma a perceberem o mecanismo por completo.

Limitar a atividade biológica dos sinais celulares, tais como os controlados pela 5-LOX, pode inclusivamente atrasar o processo de envelhecimento.

These findings are being shared with the scientific community, especially researchers studying people with reduced immune response. The chances are that elderly people could benefit from this field of investigation.

Estas descobertas estão a ser partilhadas entre a comunidade científica, em especial com os investigadores que se dedicam ao estudo das deficiências imunitárias. Espera-se que os idosos possam beneficiar deste campo de investigação.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.