Missão de André Kuipers já tem nome

Logótipo da missão PromISSe
7 Setembro 2011

Juntam-se as peças para a próxima missão de longa duração de um astronauta europeu. Já tem nome e logótipo. A ESA revelou esta semana o nome da missão de André Kuipers: PromISSe.

Em junho a ESA convidou os cidadãos dos estados membro a propor um nome para a missão de André, recebendo mais de 200 propostas, em apenas um mês. Surpreendentemente, estas também vieram da Eslovénia, Austrália, índia, México e Argentina.

Os juízes avaliaram as candidaturas elegíveis, vindas de um vasto leque de pessoas, de um jovem italiano de 13 anos a um holandês de 82 anos. A grande maioria chegou precisamente da Holanda – o país de André – e de onde chega o vencedor.

Não era obrigatório que a abreviatura da Estação Espacial Internacional fizesse parte do logótipo, mas esta faz parte quer do design, quer do nome escolhido.

Apresentação do logo no EAC

PromISSe representa ‘Programme for Research in Orbit Maximising the Inspiration from the Space Station for Europe’ – Programa para a Pesquisa em Órbita Maximizando a Inspiração da Estação Espacial para a Europa, explicou o vencedor, Wim Holwerda, um holandês de 61 anos.

Wim conta que o nome «simboliza a promessa que a exploração espacial representa para o futuro do nosso planeta e para a humanidade, tal como o papel que a Europa pode desempenhar.»

A missão PromISSe integra três importantes mensagens: o papel crucial da investigação científica, uma maior utilização da Estação Espacial e o valor da ESA nos programas espaciais.

Um logótipo inspirador

André a bordo da ISS em 2004

O logo da missão mostra a Estação Espacial, em órbita da Terra, acompanhada por três ícones e seis estrelas.

O nome PromISSe está rodeado de uma faixa laranja e o acrónimo da Estação Espacial Internacional está realçado com a mesma cor, para destacar a participação holandesa nesta missão.

O coração do logo é um globo sem qualquer fronteira territorial. Uma silhueta da ISS aparece a dar a volta à Terra, mesmo por cima da Europa. Os ícones à esquerda representam os três elementos cruciais da missão: ciência, tecnologia e educação.

O globo terrestre representa uma sociedade baseada no conhecimento, focando-se no nosso planeta. O circuito eléctrico refere-se à tecnologia. O tubo de laboratório ilustra a investigação científica.

André Kuipers com Don Pettit e Oleg Kononeko no GCTC

As seis estrelas representam os seis elementos da tripulação, os seis meses que André Kuipers passará no espaço, e ainda a participação europeia, já que as estrelas são semelhantes às que aparecem na bandeira da União Europeia.

André irá trabalhar na Estação como membro da Expedição 30. O seu lançamento está previsto para o início de Dezembro, mas a data exacta será marcada depois do veículo de lançamento Soyuz regressar ao serviço, na sequência do acidente com o Progress, em Agosto.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.