Lançamento 15 Dezembro, 20:09

Paolo Nespoli a caminho da Estação Espacial, na missão MagISStra

16 Dezembro 2010

O astronauta Paolo Nespoli está a caminho da Estação Espacial Internacional com os companheiros Dmitri Kondratyev e Catherine Coleman, a bordo da nave especial Soyuz, depois da descolagem no cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, às 20:09:25 CET de ontem, 15 de Dezembro.

Os vinte motores principais por baixo do respeitável lançador Soyuz acordaram às 01:09:25, hora local no cosmódromo e o Soyuz TMA-20 subiu em direcção ao céu. Cerca de nove minutos depois a nave e os seus três passageiros estavam no espaço, antenas e painéis solares abertos, dando a volta à Terra a cada 90 minutos.

Assim começou a MagISStra, a terceira missão de longa duração europeia à Estação Espacial Internacional (ISS). Durante a sua missão de seis meses, Paolo irá ter as funções de engenheiro de voo com Kondratyev e Coleman como membros das expedições 26 e 27. O regresso à Terra está previsto para Maio.

Lançamento da Soyuz TMA-20 do cosmódromo de Baikonur a 15 de Dezembro

Depois do lançamento, a tripulação está ocupada a preparar a nave para as operações orbitais. Durante a viagem de dois dias, a órbita irá subindo gradualmente, sendo afinada para chegar à Estação na sexta-feira à noite, 17 de Dezembro.

A viagem irá fazer 35 órbitas à volta do globo e inclui a queima de três motores principais. A Soyuz irá fazer isso automaticamente, sob os comandos do Controle de Missão em Korolev, perto de Moscovo, com a tripulação pronta a entrar em acção se necessário.

Paolo e os seus companheiros irão ocupar o tempo em actividades domésticas, a monitorizar o voo, verificar os sistemas e a preparar o equipamento para a chegada à ISS. Esta fase tranquila da missão é importante para que os seus corpos se adaptem ao espaço.

Fato de pressão Sokol a ser testado

A aproximação e acoplagem também são automatizadas. Quando a Soyuz estiver a 150 metros da Estação, o Controle de Missão irá monitorizar cuidadosamente a trajectória e todos os sistemas, com a tripulação novamente pronta para tomar conta da operação, qualquer que seja a fase.

A acoplagem está planeada para pouco depois das 21:00 CET (20:00 GMT).

A sair do hotel Cosmonaut

A Directora de Voos Tripulados da ESA, Simonetta Di Pippo, estará a acompanhar a acoplagem a partir do centro de controle de missão na Rússia: «Dez anos depois da primeira expedição à ISS, a missão de Paolo marca o início de uma nova década para este posto espacial e laboratório permanentemente habitado. Com grandes feitos atingidos nos últimos dois anos, a montagem está praticamente terminada. Paolo e os seus colegas irão inaugurar uma ‘Década de Investigação’ na ISS. Desejo a Paolo e aos seus colegas exploradores uma boa viagem a bordo do Soyuz para chegarem à ISS e aguardo ansiosamente a sua acoplagem.»

Uma missão carregada de Ciência e Educação

Antes da partida a assinar a porta

Paolo irá fazer mais de 30 experiências durante a sua missão, não só para os cientistas europeus, mas também para as agências espaciais americanas, japonesas e canadianas.

O programa educacional inclui duas actividades principais: a iniciativa internacional ‘Mission X: Train Like na Astronaut’, construída em torno da saúde, bem estar e nutrição, e a ‘Estufa no Espaço’, uma estufa para o crescimento de plantas e observação do ciclo de floração de plantas, enquanto os estudantes usam uma estufa semelhante e as mesmas espécies de plantas em terra.

Paolo também irá fazer filmes com a nova câmara 3D da ESA para mostrar a Estação Espacial de uma nova forma.

www.esa.int/magisstra

Para mais informações contactar:

ESA Media Relations Office
Communication Department
Tel: +33 1 53 69 72 99
Fax: +33 1 53 69 76 90
Email: media@esa.int

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.