Bright lower echo from Mars’ south-polar layered deposits

Radar da Mars Express mede a quantidade de água em torno do pólo Sul de Marte

15 Março 2007

A quantidade de água retida em camadas congeladas na região polar sul de Marte é equivalente a uma camada líquida com cerca de 11 metros de profundidade cobrindo o planeta.

Esta nova estimativa deve-se ao mapeamento da espessura do gelo árido realizado pelo radar da Mars Express, que efectuou mais de 300 imagens virtuais através dos depósitos em camadas que cobrem o pólo. O radar observa através das camadas geladas até à fronteira inferior, que em alguns locais chega a atingir 3,7 quilómetros abaixo da superfície.

Virtual ‘slice’ through icy layered deposits near Mars' south pole

"Os depósitos em camadas do pólo sul de Marte cobrem uma área tão vasta como uma grande parte da Europa. A quantidade de água que contêm já foi calculada anteriormente, mas nunca com o nível de confiança que este radar torna possível," afirma o Dr. Jeffrey Plaut do Laboratório de Propulsão a Jacto (JPL) da NASA, Pasadena (Califórnia), Investigador co-Principal do radar e autor principal do estudo.

Thickness of Mars' South Polar Layered Deposits
Thickness of Mars' South Polar Layered Deposits

O instrumento, denominado Mars Advanced Radar for Subsurface and Ionospheric Sounding (MARSIS), está também a mapear a espessura de depósitos idênticos no pólo norte de Marte.

“O nosso radar está a fazer o seu trabalho com grande eficácia,” afirmou o Prof. Giovanni Picardi da Universidade de Roma ‘La Sapienza,’ Investigador Principal do instrumento. “O MARSIS está a demonstrar ser uma ferramenta muito importante para sondar o subsolo de Marte e está a confirmar como os objectivos da nossa equipa – tais como a sondagem dos depósitos polares em camadas - estão a ser bem sucedidos,” continua. “Para além de fornecer as primeiras imagens da subsuperfície de Marte nas profundidades já referidas, os pormenores que o MARSIS oferece são verdadeiramente espantosos. Estamos à espera de resultados ainda melhores quando concluirmos uma sofisticada e contínua optimização dos nossos métodos de processamento de dados. Isto irá permitir-nos compreender ainda melhor a composição da superfície e da subsuperfície.”

Lower boundary of icy layers covering Mars' south-polar region
Lower boundary of icy layers covering Mars' south-polar region

Os depósitos polares em camadas contêm a maior parte da água conhecida no Marte actual, apesar de outras áreas do planeta parecerem ter sido já muito húmidas por vezes no passado. A compreensão da história e do destino da água em Marte é uma questão chave para sabermos se alguma vez existiu vida em Marte, uma vez que toda a vida que conhecemos depende da água em estado líquido.

Upper surface of icy layers covering Mars' south-polar region
Upper surface of icy layers covering Mars' south-polar region

Na edição on-line da revista Science desta semana, Plaut, Picardi e outros 22 investigadores relatam a análise das observações do pólo sul de Marte realizadas pelo radar da Mars Express.

Os depósitos polares em camadas estendem-se ao longo de uma capa polar de água e dióxido de carbono congelados de aspecto branco brilhante no pólo sul de Marte. A poeira escurece muitas das camadas. No entanto, a força do eco que o radar recebe da superfície rochosa por baixo dos depósitos em camadas sugere que a sua composição é de pelo menos 90 por cento de água congelada. Uma área com um reflexo especialmente brilhante na base dos depósitos confunde os investigadores. Faz lembrar como uma fina camada de água líquida pode parecer ao radar, mas as condições são tão frias que a presença de água derretida é considerada altamente improvável.

A detecção da forma da superfície do solo por baixo dos depósitos de gelo fornece informações sobre uma estrutura ainda mais profunda de Marte. "Não sabíamos realmente onde se encontrava a parte inferior do depósito," afirma Plaut. "Podemos agora observar que a crosta não foi comprimida devido ao peso do gelo como seria na Terra. A crosta e o manto superior de Marte são mais rígidos do que na Terra, provavelmente porque o interior de Marte é muito mais frio."

Para mais informações, contacte

Giovanni Picardi, MARSIS Principal Investigator, University of Rome 'La Sapienza', Italy
Email: picar @ infocom.uniroma1.it

Jeffrey Plaut, MARSIS Co-Principal Investigator, NASA/JPL, USA
Email: plaut @ jpl.nasa.gov

Agustin Chicarro, ESA Mars Express Project Scientist
Email: agustin.chicarro @ esa.int

Fred Jansen, ESA Mars Express Mission Manager
Email: fjansen @ rssd.esa.int

Enrico Flamini, ASI Mars Express Mission Manager
Email: enrico.flamini @ asi.it

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.