ESA title
The qualification model of the P120C motor for Ariane 6 completed its hot firing on 7 October 2020 at Europe's Spaceport
Agency

Combustão final qualifica o impulsionador P120C para o Ariane 6

08/10/2020 79 views 4 likes
ESA / Space in Member States / Portugal

O modelo de qualificação do motor P120C, configurado para o Ariane 6, foi disparado em modo estacionário na plataforma de testes do Porto Espacial europeu, na Guiana Francesa, num teste final para provar a sua prontidão para o voo.

As funções avançados tornam este novo motor uma conquista fundamental da indústria europeia. É um exemplo de pensamento inovador e otimização que permite à Europa equipar dois veículos de lançamento muito diferentes com o mesmo motor sólido de um foguetão.

Dependendo da configuração, dois ou quatro impulsionadores P120C serão ancorados nas laterais do futuro foguetão de carga pesada Ariane 6, o P120C também servirá como o primeiro estágio do veículo de lançamento menor Vega-C.

Este enorme motor P120C foi preenchido com 142 toneladas de propelente sólido dentro da sua caixa de 13,5 m de comprimento e 3,4 m de diâmetro e foi movido do edifício de integração para o suporte específico, usado para testar estágios de propulsão sólida.

Após a ignição, realizou combustão durante 130 segundos, criando um impulso máximo de cerca de 4500kN, simulando a decolagem e a primeira fase do voo. Não foram observadas anomalias e, de acordo com os dados iniciais registados, o desempenho atendeu às expectativas. Uma análise completa dos resultados dos testes e inspeção de todos os componentes confirmará a prontidão deste motor para o lançamento de estreia do Ariane 6.

“O disparo do motor P120C qualifica-o para utilização no Ariane 6. É a prova do trabalho árduo e da dedicação de todas as equipas envolvidas que tornaram este teste possível, apesar da crise da COVID-19. Isto representa um marco importante para o voo,” comentou Stefano Bianchi, Chefe de Desenvolvimento de Transporte Espacial da ESA.

P120C transfer to test stand
P120C transfer to test stand

A Avio, na Itália, construiu esta caixa do motor numa única peça ao enrolar um composto de fibra de carbono para criar um invólucro forte e rígido leve. O ArianeGroup, na França, desenvolveu o bocal P120C avançado, enquanto o Nammo, na Noruega, forneceu o dispositivo de ignição. O propelente foi lançado pelo Regulus, na Guiana Francesa. Técnicas de fabricação avançadas foram também incorporadas pela Europropulsão na integração robótica horizontal do bocal. Os métodos de produção eficientes reduziram os ciclos de produção e otimizaram os custos.

A Europropulsion construiu três modelos do P120C para teste: um modelo de desenvolvimento (DM) configurado para o Vega-C; um primeiro modelo de qualificação (QM1) também configurado para o Vega-C; e um segundo modelo de qualificação (QM2) configurado para o Ariane 6.

Esta combustão do QM2 é o terceiro e último teste do P120C. Segue o teste do modelo de desenvolvimento em julho de 2018 e o primeiro modelo de qualificação em janeiro de 2019.

A plataforma de teste foi modificada com algumas adaptações mecânicas e aviónicas específicas para a configuração do Ariane 6. Este teste teve como objetivo observar o aumento do desempenho caracterizado por uma maior taxa de combustão num menor tempo de combustão do que nos motores DM e QM1.

Os impactos ambientais de todos os testes do P120C são medidos de maneira semelhante a qualquer lançamento. A qualidade do ar e a poluição da água são verificadas em tempo real ao redor da plataforma de testes, nas cidades de Kourou e Sinnamary, e nos locais de observação de lançamento. As medições são então analisadas pelo Institut Pasteur.

Todas as medições neste teste, até agora, indicam um impacto extremamente baixo no ecossistema. Isto também se deve às estritas restrições meteorológicas à velocidade do vento ao nível do mar e a certas altitudes, e à necessária ausência de chuva.

A conclusão deste teste é uma conquista importante e mantém o cronograma de desenvolvimento do Ariane 6 e do Vega-C. A ‘Revisão de Qualificação Terrestre 2’ de todos os dados coletados confirmará, finalmente, que este motor está qualificado para utilização no Ariane 6.

Ariane 6 irá estender as capacidades da Europa para acesso ao espaço de forma independente e oferecer mais oportunidades para o mercado comercial e institucional em todo o mundo, reduzindo custos.

A ESA, Agência Espacial Francesa CNES, e a Europropulsion, que é propriedade conjunta da Avio e do ArianeGroup, colaboraram neste teste.    

Play
$video.data_map.short_description.content
The second qualification model of the P120C solid rocket motor, configured for Ariane 6, completed its hot firing on 7 October 2020 at Europe's Spaceport in French Guiana.
Access the video

Related Articles

Related Links