ESA title
Industrial emissions of carbon dioxide fuel our warming climate
Agency

Contrato assinado para construir a missão europeia de monitorização de dióxido de carbono

31/07/2020 73 views 2 likes
ESA / Space in Member States / Portugal

Com a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera da Terra a aproximar-se de níveis que os humanos jamais experienciaram, a necessidade de monitorizar as fontes de emissão é mais urgente do que nunca - portanto, a missão Copernicus de Monitorização de Dióxido de Carbono é uma das novas missões de satélite de alta prioridade da Europa. Dando um passo significativo adiante, a ESA e a OHB System AG assinaram hoje um contrato para construir os dois primeiros satélites que compõem a missão.

Com um contrato garantido no valor de € 445 milhões, a OHB levará o consórcio industrial a começar a construir os dois satélites.

Como contratante principal, a OHB é a responsável geral e está também a desenvolver as plataformas de satélite. Como principal subcontratante, a Thales Alenia Space fornecerá os instrumentos de medição, o espectrómetro de infravermelho próximo e infravermelho de ondas curtas que irão medir as emissões de dióxido de carbono.

É importante ressaltar que a missão será a primeira a medir a quantidade de dióxido de carbono libertada na atmosfera especificamente através da atividade humana.

Embora as medições no solo tenham possibilitado rastrear mudanças gerais no conteúdo de dióxido de carbono da atmosfera, não é possível fazer declarações confiáveis sobre emissões antropogénicas de países individuais ou mesmo de regiões e cidades. As medições espaciais também permitirão dados comparáveis a nível global.

Dados simulados mostram plumas de dióxido de carbono
Dados simulados mostram plumas de dióxido de carbono

A missão Copernicus de Monitorização de Dióxido de Carbono ou CO2M, resumidamente, visa preencher essa lacuna. Por sua vez, os dados coletados pela CO2M serão usados para ajudar a rastrear e implementar as metas estabelecidas no Acordo de Paris.

O Diretor de Programas de Observação da Terra da ESA, Josef Aschbacher, disse: “Estamos entusiasmados por ter o contrato assinado, para que a empresa OHB possa avançar no desenvolvimento da missão. A mudança climática é claramente algo com o qual estamos todos muito preocupados, e a missão CO2M está destinada a ser uma mudança de jogo na monitorização de emissões, para que informações importantes estejam disponíveis para a formulação de políticas.”

O CEO do Grupo OHB, Marco Fuchs, enfatizou: “A tarefa de implementar a missão CO2M como contratante principal deixa-me muito orgulhoso. A questão de como a proporção de dióxido de carbono na atmosfera se desenvolverá nas próximas décadas também determinará o destino do clima global.”

O contrato para a missão CO2M é o primeiro a ser assinado após a aprovação do comité industrial da ESA para prosseguir com o desenvolvimento das seis novas missões Copernicus de alta prioridade no início deste mês.

Estas novas missões seguirão o conjunto de missões Sentinel que atualmente estão no coração do programa de monitorização ambiental Copernicus da UE. A componente espacial das missões Copernicus é cofinanciada pelos Estados-Membros da UE e da ESA.

Copernicus é o maior fornecedor de dados de observação da Terra no mundo - e enquanto a UE está no comando deste programa de monitorização ambiental, a ESA desenvolve, constrói e lança os satélites específicos. Também opera algumas das missões e garante a disponibilidade de dados de missões de terceiros.

Related Articles

Related Links