Exposição Envisat

Exposição Envisat, TagusPark, Oeiras
Exposição Envisat, TagusPark, Oeiras
29 Novembro 2001

No dia 26 de Novembro foi inaugurada no Núcleo Central do Tagus Park,em Oeiras, uma exposição sobre o satélite ENVISAT, organizada em conjunto pela ESA , pelo CNIG (Centro Nacional de Informação Geográfica) e pelo ICCTI (Instituto de Cooperação Científica e Tecnológica Internacional). Da exposição constam páineis informativos e um modelo (1:50) do Envisat, assim como um vídeo sobre a sua construção e documentação geral sobre a Agência Espacial Europeia. Estiveram presentes nesta sessão cerca de 60 pessoas, provenientes de várias Universidades e Institutos Portugueses.

Com os seus 10 instrumentos, o Envisat será essencialmente um observador da Terra. Estando o seu lançamento previsto para o próximo ano, este satélite irá analisar o estado do nosso planeta, medindo por exemplo alterações de ‘côr’ nos oceanos ( um indicador de poluição), variações bruscas de temperatura nas florestas ( um sinal de incêndio) e traçando perfis de gases atmosféricos, calculando as suas concentrações. O Envisat irá também construir mapas da superfície oceânica com uma precisão até 4,5 centímetros e será capaz de detectar movimentos na superfície terrestre de alguns milímetros.

A inauguração desta exposição, que estará no Tagus Park até dia 10 de Dezembro, teve início às 15 horas, com uma sessão de apresentação do Sistema de Monitorização Global do Ambiente e Segurança (GMES) pelos seguntes oradores: Dr. Hugo de Groof, DG Ambiente (Comissão Europeia), Prof. Filipe Duarte Santos, do Projecto SIAM, Faculdade de Ciências (UL), Prof. Francisco Rego, da Comissão Nacional Especializada de Fogos Florestais (MAI) e Prof. Mário Caetano, do Centro Nacional de Informação Geográfica (MAOT). Nesta sessão foram explicados aos participantes os objectivos e funcionamento deste programa, assim como quais os benefícios que este poderá trazer a Portugal, nomeadamente a nível de prevenção de fogos e de observação de alterações climáticas.

Depois de uma breve discussão, o Eng. Direitinho Tavares do Instituto Português de Meteorologia abriu a sessão dedicada ao Envisat, onde apresentou os vários métodos de previsão meteorológica e explicou em que é que as observações deste novo satélite vão melhorar essas mesmas previsões.

Finalmente, o Eng. Pedro Matos, da ESA, fez uma apresentação geral do Envisat, explicando detalhadamente quais os vários instrumentos a bordo do satélite e quais as suas funções. Apresentou também variados exemplos que ilustraram as imensas capacidades do Envisat a nível de Observação e Monitorização da Terra e do Clima.

Algumas questões realizadas no fim da sessão denotaram o interesse crescente da comunidade Portuguesa em utilizar imagens do novo satélite da ESA para variados estudos, como por exemplo estudos da composição e estrutura do solo.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.