Três missões de ciências da Terra da ESA passam à fase seguinte

Three components of the Earth system
6 Março 2009

A ESA anunciou que três missões candidatas a Earth Explorer avançaram para a próxima fase de consolidação. Esta selecção faz parte do processo adaptativo e evolutivo que irá conduzir ao lançamento do sétimo satélite Earth Explorer da Agência num horizonte temporal previsto para 2016.

Na semana passada, a Comissão do Programa de Observação da Terra da ESA decidiu submeter três missões de Exploração da Terra a Estudos de Viabilidade. A decisão baseou-se em recomendações feitas pelo Earth Science Advisory Committee (ESAC) da ESA no seguimento do Encontro de Consulta de Utilizadores para missões Earth Explorer, que teve lugar em Lisboa, Portugal, no passado mês de Janeiro. Esta decisão significa que as missões BIOMASS, CoReH2O e PREMIER passam agora à próxima fase de consolidação.

Biomass measuring concept
Biomass measuring concept

A missão BIOMASS tem por objectivo determinar, pela primeira vez e de uma forma consistente, a distribuição e as alterações temporais da biomassa florestal numa escala global. Os dados da missão BIOMASS irão reduzir as incertezas actuais no cálculo dos fluxos e stocks de carbono associados à biosfera terrestre. Este ponto é de uma importância crucial, já que a desflorestação é uma fonte de emissão de carbono para a atmosfera - um factor que afecta as alterações climáticas. A BIOMASS irá, por isso, aumentar a nossa compreensão do ciclo do carbono e o seu papel no controlo do clima.

A BIOMASS baseia-se num único satélite que transporta um Radar de Abertura Sintética em banda P para fornecer observações de radar interferométricas e polarimétricas globais contínuas das áreas florestais.

CoReH2O measuring concept
CoReH2O measuring concept

COld REgions Hydrology High-resolution Observatory (CoReH2O) é a primeira missão de satélite dedicada especificamente a medir a água fresca armazenada na neve nas superfícies terrestres e nas acumulações de neve dos glaciares e calotes de gelo. A quantidade de água retida na neve é um importante componente do ciclo da água - embora actualmente mal compreendido. Uma vez que as alterações climáticas têm impacto na quantidade de neve e gelo existente, esse impacto reflecte-se também nos recursos de água.

O CoReH2O pretende fornecer observações repetidas de alta resolução das propriedades da neve e do gelo para modelar e validar processos de troca da superfície para a atmosfera, investigações climáticas e aplicações hidrológicas numa escala regional a global. A missão inclui um único satélite que transporta um Radar de Abertura Sintética de polarização dupla e frequência dupla (bandas X- e Ku) para observar a neve e o gelo em alta resolução espacial.

PREMIER measuring concept
PREMIER measuring concept

O objectivo da Exploração de Processo através da missão Medições de Infravermelhos e Radiação Emitida de ondas milimétricas (PREMIER) é quantificar os processos, controlando a composição atmosférica global na troposfera média e superior e na baixa estratosfera, que está entre 5 e 25 km acima da superfície da Terra. A composição e dinâmica da atmosfera na fronteira entre a troposfera superior e a baixa estratosfera tem um impacto importante nas trocas químicas e no equilíbrio radiativo da Terra. A missão tem por objectivo melhorar os modelos de química-clima necessários para prever com precisão as alterações climáticas futuras numa escala temporal de décadas ou séculos.

Através da utilização da espectrometria de imagem em infravermelhos, o PREMIER irá observar campos em 3D da composição atmosférica na troposfera superior e na estratosfera inferior. Uma sonda de braço de ondas milimétricas fornecerá dados na presença de cirros e espécies químicas complementares.

O presidente da ESAC, Johnny Johannessen, comentou que "os relatórios de avaliação fornecidos e as apresentações feitas no Encontro de Consulta de Utilizadores para missões Earth Explorer foram excelentes. Embora complexos, os elementos científicos e técnicos de cada missão foram apresentados muito claramente. Isto significa que o cenário de fundo e o ponto de partida para a avaliação do ESAC não podiam ser melhores. O consenso que atingimos sobre as missões recomendadas baseou-se particularmente nos benefícios que as missões poderiam trazer à ciência. Embora o ESAC tenha recomendado que estas três missões avançassem para a Fase A, também apresentámos um forte argumento para a continuação de estudos nas outras missões."

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.