ESAEducationHomeMeteorologia e ClimaMudança GlobalDesastres Naturais
   
Sobre o Eduspace
O que é o Eduspace?Que ferramentas oferece?
Escolha o seu idioma
Princípios de Detecção Remota
O que é a detecção remota?Detecção remota em profundidadeHistória da observação da TerraCartografia e dados de satéliteÓrbitas dos satélitesSatélites de Observação da Terra
Recursos
Multimédia
Earth images galleryGaleria de ImagensGaleria de Vídeo
Serviços
Contact usPesquisa em Eduspace
 
 
 
 
 
printer friendly page
MetOp
 
Programa de satélites meteorológicos operacionais (MetOp)
 
O programa de satélites meteorológicos operacionais (MetOp), desenvolvido conjuntamente pela ESA e pela Organização Europeia para a Exploração de Satélites Meteorológicos (EUMETSAT), consiste numa série de três satélites polares utilizados para monitorizar o clima e melhorar as previsões do tempo.
 
Forma o segmento espacial do Sistema Polar da EUMETSAT (EPS).

Lançado a 19 de Outubro de 2006, o MetOp-A, o primeiro satélite da série, substitui um de dois serviços de satélite anteriormente explorados pela NOAA, sendo o primeiro satélite na órbita polar da Europa dedicado à meteorologia operacional. A responsabilidade pelos serviços dos satélites meteorológicos disponibilizados pelo MetOp é partilhada entre os EUA e a Europa.

O MetOp-A foi concebido para trabalhar com o sistema de satélites NOAA. Juntas, as duas séries de satélites proporcionam uma cobertura global e os dados recolhidos por todos os satélites são partilhados e trocados entre a NOAA e a EUMETSAT. A órbita polar do MetOp-A é sincronizada com o Sol, para que a trajectória do satélite ao longo da Terra seja sempre à mesma hora local, neste caso a meio da manhã. A NOAA continua a explorar o seu serviço de satélites em órbita a meio da tarde como parte do sistema de Satélites Ambientais em Órbitas Polares (POES).

Os satélites em órbitas polares orbitam a uma altitude inferior – normalmente a 800 km, em comparação com os 36 000 km de um satélite geoestacionário – e podem observar a Terra mais detalhadamente. Este sistema de observação global proporciona aos utilizadores dados meteorológicos de valor incalculável a partir da órbita polar 2 horas e 15 minutos após a captação das medições, podendo os utilizadores locais recebê-los em tempo real.

Com um conjunto de instrumentos sofisticados, o MetOp-A fornece dados com uma precisão e uma resolução sem precedentes relativamente a inúmeras variáveis diferentes, tais como a temperatura e a humidade, a direcção e velocidade do vento na superfície oceânica e as concentrações de ozono e outros gases residuais – o que marca um enorme avanço na previsão meteorológica global e nas capacidades de monitorização do clima.

Além disso, este novo satélite meteorológico fornece imagens das superfícies terrestre e oceânica, bem como equipamento de busca e salvamento para auxiliar navios e aviões em perigo. Um sistema de transmissão de dados está também a bordo, fazendo a ligação a bóias e outros dispositivos de recolha de dados.

Dos instrumentos a bordo, cinco são instrumentos europeus de nova geração, enquanto que os outros possuem um longo percurso de provas dadas e foram fornecidos pela NOAA e pela Agência Espacial Francesa (CNES).

Os próximos satélites MetOp serão lançados, nomeadamente a cada 5 anos, para assegurar uma entrega contínua de dados meteorológicos globais de elevada qualidade até, pelo menos, 2020.  
 

 


Satélites de Observação da Terra
IntroduçãoLandsatERSRESURSEnvisatSPOT
Satélites meteorológicos
MeteosatMeteosat de segunda geraçãoNOAA
Satélites Earth Explorer
Exploradores da Terra da ESAGOCESMOSCryoSat-2
Commercial high resolution optical satellites
IKONOSQuickBirdWorldView
Link correlati
MetOp websiteMetOp's instruments
 
 
 
   Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.