Os CubeSats “estudante” já falam com a Terra

À caça de sinais rádio
16 Fevereiro 2012

Pouco depois de os sete CubeSats universitários da ESA terem começado as suas aventuras no Espaço, a bordo do lançador Vega a 13 de Fevereiro, equipas universitárias e radioamadores em todo o mundo apontaram os “ouvidos” para o espaço e começaram a receber os primeiros sinais de vida das minúsculas naves espaciais.

O CubeSat espanhol XaTcobeo foi ouvido duas horas após o lançamento (13 de Fevereiro de 2012,11:00 CET), na sua primeira passagem sobre a estação de terra da Universidade de Vigo, e seguido por muitos radioamadores. Os primeiros dados recebidos mostram que as baterias do satélite estão devidamente carregadas e que os sistemas de telemetria e de telecomando funcionam bem, o que representa um começo muito promissor para a missão.

A equipa húngara recebeu os primeiros sinais do Masat-1 a partir de um radioamador na Flórida, menos de duas horas após o lançamento e logo depois por muitos outros. Duas horas depois, a equipa da estação terrestre em Budapeste reuniu os primeiros dados “oficiais” do satélite,confirmando que a nave está em perfeitas condições. Os próximos dias serão dedicados a testar os sistemas de bordo.

O PW-Sat, o CubeSat polaco, também foi ouvido em alto e bom som apenas algumas horas após o lançamento. Os sinais foram detetados tanto pela equipa da estação de terra, como por vários radioamadores do Reino Unido, Índia, Alemanha e Holanda. Confirma-se que o satélite está instalado e a funcionar e que vão iniciar-se as operações.

O lançador Vega transporta os CubeSats

A equipa italiana do UniCubeSat-GG ouviu os primeiros sinais do satélite, embora não tenham ainda sido descodificados, logo após o lançamento. Primeiro, a partir de uma estação no Kentucky (EUA) e em seguida a partir da estação de Roma. A equipa está agora à espera das próximas passagens terrestres para receber sinais mais claros e obter informações atualizadas sobre o estado do satélite.

Até terça-feira, 14 de Fevereiro, apenas tinham sido recebidos sinais fracos dos CubeSats italiano est@r, do romeno Goliat e do francês Robusta. Todas as equipas CubeSats e radioamadores da rede AMSAT uniram-se num esforço conjunto para detetar claramente estes satélites.

Estas três equipas pensam que os seus CubeSats poderão não ter alcançado uma orientação estável logo após a separação e que as baterias dos satélites não estejam ainda suficientemente carregadas para que os sistemas de comunicação e as antenas consigam transmitir corretamente sinais às estações terrestres.

Entretanto, na quarta-feira, 15 de Fevereiro, a equipa italiana do e-st@r informou terem sido já detetados sinais do seu CubeSat na sua estação terrestre e em estações de radioamadores. A equipa de Turim acredita que o seu satélite estará brevemente em pleno funcionamento.

Durante os próximos dias continuarão a decorrer tentativas para estabelecer comunicação com os CubeSats romeno e francês.

Em breve haverá atualizações sobre o estado dos CubeSats.

Copyright 2000 - 2014 © European Space Agency. All rights reserved.